Lucas Uebel/ Grêmio FBPA
Lucas Uebel/ Grêmio FBPA

Sem treinos e desfalcado pela covid, Grêmio encara time equatoriano no Paraguai

Partida estava originalmente marcada para quarta-feira, mas teve de ser adiada após equipe gaúcha registrar casos do novo coronavírus e ser impedida de treinar em Quito

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2021 | 05h00

O Grêmio enfim entrará em campo nesta sexta-feira, às 19h15 (de Brasília), para enfrentar o equatoriano Independiente del Valle, no Paraguai. A partida, de ida pela terceira fase preliminar da Copa Libertadores, foi precedida de casos de covid-19 no elenco gremista, falta de treinos e indefinições nos últimos dias. O confronto vale vaga na fase de grupos.

O jogo estava marcado inicialmente para quarta-feira, em Quito. Mas foi adiado para esta sexta porque o Grêmio foi impedido de treinar na véspera e recorreu à Conmebol. As autoridades equatorianas vetaram a saída da delegação brasileira do hotel devido a dois casos positivos de covid-19 no elenco, em exames feitos logo na chegada ao país.

Diante da negativa das autoridades do Equador, preocupadas com o agravamento da pandemia e com as novas cepas no Brasil, a Conmebol adiou o jogo para sexta e mudou o local da partida para o estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Vanderson e Paulo Victor foram os jogadores do Grêmio com teste positivo para a covid-19. Eles voltaram para o Brasil em "voo sanitário privado", segundo a direção do clube, na companhia de Victor Ferraz e Emanuel, que apresentaram sintomas, porém sem resultado positivo nos exames. O time gaúcho já estava sem o técnico Renato Gaúcho, o zagueiro Paulo Miranda e o preparador físico Reverson Pimentel, que sequer viajaram para o Equador devido a testes positivos para o novo coronavírus.

Com novos desfalques, o auxiliar Alexandre Mendes ganhou um problema para escalar a lateral direita. Afinal os dois jogadores da posição - Vanderson e Victor Ferraz - voltaram mais cedo para o Brasil. O clube precisou buscar de última hora o jovem lateral Felipe Albuquerque para ocupar a vaga de titular na posição.

O meia-atacante Luiz Fernando e o lateral-esquerdo Guilherme Guedes também foram chamados e se apresentaram somente na quinta, já em solo paraguaio. A equipe já estava desfalcada dos zagueiros Kannemann e Pedro Geromel, do volante Maicon, do meia Jean Pyerre e do atacante Pepe.

O imbróglio no Equador também atrapalhou a preparação física do time brasileiro, que não fez nenhum treino em campo entre segunda e quarta. Somente na quinta pôde trabalhar rapidamente no gramado no CT da Conmebol, no Paraguai. O grupo vinha treinando em salas fechadas no hotel de Quito. O desgaste da viagem inesperada, entre Equador e Paraguai, também pode atrapalhar o elenco gremista nesta sexta. A boa notícia foi escapar da altitude de quase 3 mil metros de Quito. A cidade de Assunção fica praticamente no nível do mar.

Se fisicamente o Grêmio pode deixar a desejar, moralmente o clube vem em alta. Avançou na fase anterior com uma vitória por 8 a 2 sobre o Ayacucho no placar agregado - uma das vitórias foi por 6 a 1. E bateu o rival Internacional por 1 a 0 no clássico do fim de semana, pelo Gauchão.

O Independiente, por sua vez, despachou o Unión Española, do Chile, com direito a um 6 a 2 no jogo da volta. Campeão da Copa Sul-Americana de 2019, então sob o comando de Miguel Angel Ramírez (atual técnico do Inter), o time equatoriano parece reviver aquela boa fase. Em nível nacional, vem de empate com o Barcelona, atual campeão e líder do Equatoriano.

FICHA TÉCNICA

INDEPENDIENTE DEL VALLE X GRÊMIO

INDEPENDIENTE DEL VALLE - Moisés Ramírez; Schunke, Pacho e Segovia; Jhon Sánchez, Vite, Pellerano, Faravelli e Beder Caicedo; Ortiz e Montenegro. Técnico: Renato Paiva.

GRÊMIO - Brenno; Felipe, Ruan, Rodrigues e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Darlan), Matheus Henrique, Alisson, Pinares e Ferreira; Diego Souza. Técnico: Alexandre Mendes (auxiliar).

ÁRBITRO - Nestor Pitana (ARG).

HORÁRIO - 19h15 (de Brasília).

LOCAL - Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.