Divulgação
Divulgação

Sem vencer há 6 jogos, Vanderlei Luxemburgo é demitido do Cruzeiro

Técnico deixa clube celeste com 10 derrotas em 19 jogos

O Estado de S. Paulo

31 de agosto de 2015 | 17h19

Após uma sequência de seis jogos sem vitórias, contando Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, o técnico Vanderlei Luxemburgo foi demitido do Cruzeiro nesta segunda-feira. A decisão da diretoria acontece um dia depois da derrota por 1 a 0 para o Santos, no Mineirão. 

A pressão sobre Luxemburgo se intensificou nas últimas semanas com o fraco futebol apresentado pelo atual bicampeão brasileiro. Um exemplo da insatisfação foi a reação da torcida ainda antes dos 35 minutos do primeiro tempo da partida contra o Palmeiras, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil. Assim que o alviverde marcou o terceiro gol, o Mineirão começou a cantar "Adeus, Luxa! Adeus, Luxa!". O canto voltou a ser ouvido em Belo Horizonte após o golaço de Ricardo Oliveira, domingo. 

Em entrevista ao programa "Meio de Campo", da Rede de Minas, o presidente Gilvan de Pinho Tavares disse que não entende como o time de Luxemburgo não produz resultados. "Não sei por que ele está ultrapassado. Acompanho o treinamento de técnicos há anos. De todos os que trabalharam no Cruzeiro, o melhor é ele. Quem mais trabalha é ele. Às vezes não é tempo de trabalho, mas é intensidade do trabalho."

Quanto à contratação do treinador, o cartola afirmou que "muitos da imprensa falavam no nome do Luxemburgo e muita gente do clube pedia. Não podíamos, na situação que vivíamos, arriscar com um técnico sem experiência."

Essa é a segunda demissão de Vanderlei neste Brasileirão. Treinando o Flamengo, Luxemburgo chegou à terceira rodada com apenas um ponto conquistado e foi dispensado pela diretoria rubro-negra em 25 de maio, dez meses após ser contratado. 

Nesta sua segunda passagem pelo Cruzeiro, Vanderlei Luxemburgo esteve no comando por 19 partidas, acumulando dez derrotas, três empates, seis vitórias, 16 gols marcados e 21 sofridos. O último triunfo do time celeste foi em 9 de agosto, pela 17ª rodada do Brasileirão, quando derrotou o Palmeiras por 2 a 1, em Minas Gerais. Desde então, foram cinco derrotas e um empate. 

Com o tropeço para o Santos, o Cruzeiro se encontra na 16ª colocação, a primeira fora da zona de rebaixamento. Os 22 pontos conquistados são os mesmo de Goiás e Coritiba, que já estão no Z-4. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.