Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Sem vencer há cinco jogos, Cuca se diz calejado e não teme demissão no São Paulo

Técnico afirma que precisa de resultados para se manter no cargo, mas não acredita que esteja ameaçado

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2019 | 04h35

O São Paulo não vence um jogo desde o dia 12 de maio, quando derrotou o Fortaleza, de Rogério Ceni, por 1 a 0. De lá para cá foram dois empates e três derrotas (sendo uma para o rival Corinthians e duas para o Bahia, que culminou na eliminação na Copa do Brasil). Apesar dos número pouco favoráveis, Cuca garante estar tranquilo sobre a possibilidade de ser demitido.

“Nós vivemos vivemos sempre em uma insegurança geral no país e no futebol. Sabemos que o que mantém técnico é desempenho e resultado e, em alguns casos mais resultado do que desempenho. Temos visto treinador sair com 70% de aproveitamento, mas não me vejo com risco de demissão”, garantir o comandante tricolor.

O Estado apurou com pessoas próximas da diretoria de que, no momento, não há chance de demissão do treinador. Entretanto, os dirigentes não estão satisfeitos com o trabalho de Cuca, mas acreditam que as coisas devem melhorar após a paralisação do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa América, quando o São Paulo terá um mês para treinar.

Experiente, Cuca sabe que os jogos contra Avaí e Atlético-MG, os dois restantes antes da Copa América, serão fundamentais para o seu futuro. “Temos que reagir. Se vier a parada com mais dois resultados ruins, serão sete e o que mantém técnico é o resultado. Sou vacinado quanto a isso”, garantiu.

O pressionado elenco do São Paulo folga nesta segunda-feira e volta aos treinamentos na terça-feira. O time retorna aos gramados no sábado, quando enfrenta o Avaí, em Florianópolis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.