Sem vencer há nove jogos no Brasileirão, Atlético-GO visita a Chapecoense

Nesto domingo, equipe será comandada pelo técnico interino João Paulo Sanches

Estadao Conteudo

30 de julho de 2017 | 07h06

Há nove jogos sem vencer, o Atlético-GO aparece apenas na lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas nove pontos. Sem técnico após a demissão de Doriva, o diretor de futebol Adson Batista admite que os próximos jogos vão definir o caminho do time dentro da competição, talvez, até já de olho na sua volta para a Série B. É neste clima pessimista que o time goiano enfrenta a Chapecoense, neste domingo cedo, pela 17.ª rodada, dentro da Arena Condá.

"Se sentirmos que o time não tem condições de reagir, podemos já nos planejar para a próxima temporada" admitiu Adson Batista, deixando entender que pode priorizar o Campeonato Goiano e a Série B de 2018. Desta forma, a diretoria não faria mais investimentos no time, apenas mantendo suas obrigações com o grupo atual.

Por enquanto, continua no comando do time o interino João Paulo Sanches. O técnico vai fazendo o que pode dentro das limitações do elenco. Para este jogo em Santa Catarina duas baixas estão confirmadas: o atacante Walter, suspenso com três cartões amarelos, e o goleiro Kléver, com um entorse no tornozelo. Sem mistério, os substitutos já estão definidos: Felipe e Diego Rosa.

O goleiro Felipe, ex-Santos, volta a ter uma oportunidade. João Paulo ainda afirmou que a continuidade dele como titular vai depender muito da sua atuação diante da Chapecoense. Diego Rosa foi o escolhido para formar dupla ofensiva com Niltinho.

O técnico sabe das dificuldades que terá pela frente, mas tenta passar confiança aos jogadores. "Vamos enfrentar uma equipe que sabe ser competitiva dentro de casa e isso vai nos impor inúmeras dificuldades. Precisamos da dedicação de todos para pontuar em Chapecó", alertou João Paulo Sanches.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.