Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Sem Vinícius Junior, Barbieri estuda o Flamengo com dois atacantes de área

Os dois principais atacantes à disposição do técnico são Paolo Guerrero e Henrique Dourado.

Estadão Conteúdo

03 Julho 2018 | 21h46

O técnico Mauricio Barbieri afirmou nesta terça-feira que o Flamengo pode jogar com dois atacantes de área, após a saída de Vinícius Junior da equipe. Ele afirmou que sem o jovem jogador que atua pelo lado - deve se apresentar ao Real Madrid nos próximos dias -, pretende manter o esquema da equipe, mas não descarta variações.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

"A maneira de jogar entendemos que vamos manter. Construímos identidade e não vamos mudar. O que não quer dizer que não podemos ter variações. Marlos (Moreno), Geuvânio são opções. Podemos optar por jogar com dois atacantes de área", explicou em entrevista coletiva nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, a primeira após ser efetivado como comandante rubro-negro. "Oportunidade gigantesca, maior desafio da carreira", descreveu.

Os dois principais atacantes à disposição de Maurício Barbieri são Paolo Guerrero e Henrique Dourado. Mas também tem no elenco o recém-contratado Fernando Uribe, Lincoln, Berrío, Geuvânio e Marlos Moreno. "Se me perguntarem se pode negociar alguém vou dizer que quero todos eles. A não ser que tenha multa, paguem e aí não tem o que fazer. Nada impede que possa usar dois, num jogo. Mas conto com todos eles", discorreu.

Sobre o colombiano Fernando Uribe, de 30 anos, o técnico afirmou que ainda está conhecendo o atleta. "Envolve adaptação até extracampo. Então é importante o período (de treinos), para conhecer melhor os companheiros, até questão de língua, para mim também para conhecê-lo melhor. Criar sinergia de ideias e jogo".

Maurício Barbieri comentou ainda sobre a possível chegada de outro atacante, o holandês Ryan Babel, que está sendo negociado junto ao Besiktas. "Conheço o jogador, é de uma escola mundialmente conhecida, que é do Ajax. Jogador de seleção, que jogou Copa, sem dúvida muito qualificado".

Além de avaliações sobre o setor ofensivo, o treinador disse que tem algumas dúvidas também para a defesa. "Ainda estou avaliando todos, não tomei decisão. Mesmo que tomasse, não seria definitiva agora. Tivemos problemas físicos, e Léo Duarte e Thuler foram bem. Pouca relevância agora quem vai iniciar o segundo semestre. Estamos bem servidos", destacou o comandante, que pode contar também com Juan, Rodolpho e Réver

Os treinos e avaliações de Maurício Barbieri seguem até o próximo dia 18, quando o Flamengo encara o São Paulo, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os cariocas lideram a competição, com 27 pontos. O time rubro-negro também se prepara para disputar no segundo semestre a Copa Libertadores e a Copa do Brasil.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebol Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.