Daniel Augusto Jr./Ag Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag Corinthians

Sem Vital e Pedrinho, Carille procura opções para o lado direito do ataque

Treinador terá de quebrar a cabeça nos quatro jogos que restam antes da pausa para a Copa América para definir o Corinthians

João Prata, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2019 | 04h30

O Corinthians perdeu de uma vez só dois jogadores que davam velocidade e criatividade ao ataque, o setor mais frágil do atual elenco - marcou 39 gols em 35 jogos no ano. Pedrinho e Mateus Vital foram convocados pela seleção olímpica para a disputa do Torneio de Toulon, que acontecerá entre 1 e 15 de junho.

A dupla se apresentou ao técnico André Jardine na segunda-feira e viajou com o restante do elenco para a França. A ida para o time sub-23 do Brasil acontece justamente quando Pedrinho, enfim, parecia ter se adaptado à função de ponta direita.

O jogador desde o ano passado pedia uma chance como meia. Mas Carille chegou no início do ano e insistiu em colocar o jogador pelos lados para que ele sofresse menos com a marcação, tivesse mais espaço para tentar o drible e também entrasse mais na área para finalizar. A parte de chutar a gol foi a que ele mais demorou para se adaptar.

Pedrinho mudou mesmo de postura no Campeonato Brasileiro e soma três gols na competição. O último deles garantiu a vitória no clássico sobre o São Paulo por 1 a 0, domingo, em Itaquera. Mateus Vital também era cobrado pelos mesmos motivos e era o reserva imediato do companheiro.

Sem os dois, Carille terá de quebrar a cabeça para arrumar um substituto para atuar pela direita. Jadson, que vem se revezando com Sornoza na função de armador, é quem poderia fazer a função. Mas, diferentemente dos dois jovens atletas, Jadson tem 35 anos e tem ficado no banco de reservas justamente por não aguentar uma sequência de jogos.

O treinador também tem utilizado o volante Ramiro no setor. Mas com ele em campo o time fica mais forte na marcação no meio-campo e perde força ofensiva. A saída de Pedrinho e Mateus Vital pode abrir espaço para Everaldo, recém-contratado junto ao Fluminense.

Carille disse que o novo reforço tem características semelhantes a de Clayson, que atua pela esquerda, mas em entrevistas não descartou jogar com os dois. Everaldo é o tipo de jogador que Carille gosta, pois é habilidoso, sabe apoiar e o que é fundamental neste Corinthians, ajuda o lateral na marcação.

NA SELEÇÃO

O Corinthians optou por liberar Pedrinho e Mateus Vital para a seleção olímpica porque acredita que é uma forma de valorizar seus jogadores de olho em uma possível venda para o futebol europeu. Além disso, acredita ser uma maneira de dar mais experiência para os jovens jogadores.

O Torneio de Toulon é a primeira etapa de preparação da equipe que, em janeiro do próximo ano, irá em busca de uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O Pré-Olímpico será disputado na Colômbia e classificará duas seleções para as Olimpíadas. 

Nesta edição do Torneio de Toulon, a seleção brasileira está no Grupo B, juntamente com Catar, Guatemala e os anfitriões franceses. Também estão na disputa da competição Japão, Chile, Inglaterra, Portugal, China, Bharein, Irlanda e México. Os primeiros colocados de cada chave, além do melhor segundo lugar se classificam para a semifinal. A estreia está marcada para o dia 2 de junho contra a Guatemala. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.