Senegal demite técnico após decepção na Copa Africana

Decepcionada com a péssima campanha na Copa Africana de Nações, a Federação Senegalesa de Futebol anunciou nesta quarta-feira a demissão do técnico da seleção, Amara Traore. Ele deixou o cargo após cair na primeira fase da competição, que segue sendo disputada no Gabão e na Guiné Equatorial.

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2012 | 13h54

"Foi um fracasso e a responsabilidade é do técnico", disse o presidente da federação, Augustin Senghor, à imprensa local. "Era necessário que tomássemos decisões e o comitê executivo decidiu encerrar a colaboração deste técnico e de sua equipe de apoio", completou.

A seleção senegalesa chegou à Copa Africana como uma das favoritas ao título, ao lado de Gana e Costa do Marfim. No entanto, após três partidas, não somou nenhum ponto, sofreu seis gols e marcou apenas três, e deixou a competição como lanterna do Grupo A.

Após a eliminação, Traore chegou a afirmar que não pediria demissão, já que havia conseguido seu objetivo inicial de classificar Senegal para a competição. Com sua saída, a federação local chamou os técnicos da seleção olímpica, Karim Sega Diouf e Aliou Cisse, para o comando da equipe principal.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSenegaltécnico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.