Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

Sequestro de irmã fez Jô ser liberado de jogo do Corinthians

Atacante precisou ser dispensado de partida da Copa do Brasil, mas problema foi solucionado rapidamente

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2017 | 15h46

Além da desconfiança que precisou enfrentar quando chegou ao Corinthians, o atacante Jô enfrentou um problema muito maior para não se deixar abalar nesta temporada. O jogador teve uma das irmãs sequestrada em abril e o caso só foi divulgado nesta semana. A informação foi divulgada pelo site Meu Timão e confirmada pelo Estado.

+ Com contrato renovado, Danilo promete volta por cima no Corinthians

No dia 11 de abril, o atacante recebeu um telefonema e a informação de que sua irmã havia sido sequestrada. O jogador entrou em contato  com o gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes, e comunicou o problema. Sem cabeça para jogar, foi dispensado da partida contra o Internacional, pela quarta fase da Copa do Brasil.

Sem querer que a notícia se tornasse pública, o Corinthians abafou o caso e o técnico Fábio Carille comunicou que o atacante estava fora da partida por causa de desgaste físico, já que vinha de 14 partidas como titular.

+ Corinthians supera contratempo com Pablo e faz festa com título

Segundo a reportagem, Jô disse que no mesmo dia já conseguiu solucionar o caso, sem dar maiores detalhes, por exemplo, de qual das irmãs foi a sequestrada e se foi preciso pagar resgate.

Como o caso solucionado, Jô voltou a focar apenas no Corinthians e, apesar da eliminação da equipe no torneio mata-mata, o time foi em busca do título brasileiro e ele ainda tem a chance de acabar a temporada como artilheiro da competição. Ele tem 18 gols no momento e está empatado na liderança da artilharia, com Henrique Dourado.

 

Mais conteúdo sobre:
Corinthianssequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.