Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Cesar Grecp/fotoarena
Cesar Grecp/fotoarena

'Será mais briga do que técnica', diz Edu Dracena sobre estreia do Palmeiras

Clube alviverde enfrenta o Atlético Tucumán quarta-feira, na Argentina

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

06 de março de 2017 | 18h34

O Palmeiras viaja na noite desta segunda-feira para Argentina, onde enfrenta na quarta-feira o Atlético Tucumán, e vai preparado para, se necessário, fazer um jogo bastante aguerrido. O zagueiro Edu Dracena disse nesta segunda, na Academia de Futebol, que o elenco espera ter uma estreia pela fase de grupos bastante disputada, com direito a ter de usar mais a vontade e menos a técnica.

"Na Libertadores não adianta ter um time excelente tecnicamente se você não brigar. Será um jogo mais de briga do que técnica. O Tucumán dentro de casa agride muito o adversário, marca em cima", afirmou o zagueiro. Dracena será titular na vaga do colombiano Yerry Mina, suspenso por ter recebido cartão vermelho no competição no ano passado, quando defendia o Independiente Santa Fe.

O zagueiro comentou que a equipe analisou vídeos do adversário e treinou para evitar dificuldades na saída de bola e na força dos argentinos nas jogadas velozes pelas laterais. "Eles são estreantes, estão se mobilizando muito. Como jogaram fases anteriores, estão no ritmo de uma competição como a Libertadores. Para nós, é o primeiro jogo, então podemos sentir mais do que eles", afirmou. O Tucumán precisou passar por duas fases preliminares antes de avançar à fase de grupos.

Para Dracena, a vitória fora de casa logo na estreia seria importante para dar tranquilidade ao Palmeiras, pois o segundo jogo, semana que vem, é no Allianz Parque, contra o Jorge Wilstermann, da Bolívia. O defensor relembrou que é necessário a equipe evitar o excesso de confiança para não repetir a campanha do ano passado. O time foi eliminado ainda na fase de grupos da Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.