Divulgação
Divulgação

Titular com R. Gomes, Serginho quer fazer história no Botafogo

Volante foi contratado do Guarani para o lugar de Marcelo Mattos

Estadão Conteúdo

18 de agosto de 2015 | 16h50

O volante Serginho chegou ao Botafogo junto com o técnico Ricardo Gomes. Contratado para recompor a vaga de Marcelo Mattos, o jogador era para ser uma opção, mas ganhou logo de cara a confiança do treinador e atuou como titular em todos as partidas desde quando foi regularizado - contra Santa Cruz, ABC e América-MG.

Como Serginho vinha treinando pelo Guarani, não teve problemas em se adaptar. "Estou conseguindo desenvolver o meu trabalho nos jogos e nos treinamentos. Abriu um espaço no time titular e vou seguir fazendo o melhor para me firmar na equipe ainda mais", comentou o volante.

O jogador de poucas palavras com os jornalistas avisa que em campo seu comportamento é completamente diferente, pois a conversa com os companheiros ajuda a decidir jogos. "Temos que conversar bastante dentro de campo e nem sempre isso é possível por conta do barulho da torcida. Essa comunicação também ganha jogo. Contra o América-MG eu gritei para o (Willian) Arão, ele roubou a bola e gerou o contra-ataque que acabou no segundo gol. Esse entrosamento é importante dentro dos jogos e tem dado certo", lembrou.

O Botafogo fechou o primeiro turno da Série B embalado por duas vitórias consecutivas. Os bons resultados levaram a equipe para a vice-liderança da competição com 36 pontos, um a menos do que o líder Vitória.

Com a semana livre para trabalhar, Serginho espera que possa melhorar ainda mais o entrosamento com os companheiros para vencer a terceira partida seguida - no sábado, o time alvinegro recebe o Paysandy, às 11 horas. "Temos que manter essa sequência positiva até o fim do campeonato. Vou trabalhar ainda mais forte para honrar o Botafogo. Quem sabe eu não possa ser um grande camisa 5 na história do clube?", finalizou Serginho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoSérie BSerginho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.