Serginho será sepultado nesta sexta

O corpo do zagueiro Paulo Sérgio de Oliveira Silva, o Serginho, do São Caetano, começou a ser velado por volta das 16 horas no ginásio do clube Casa de Campo na região central de Coronel Fabriciano (MG). Serginho, de 30 anos, morreu após ter sofrido uma parada cardiorrespiratória no jogo desta quarta-feira à noite contra o São Paulo, no Estádio do Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro.O corpo do atleta desembarcou por volta das 14 horas no aeroporto de Ipatinga (MG), vindo de São Paulo por meio de um vôo fretado. Aproximadamente 1 horas 50 minutos depois, o caixão chegou a Coronel Fabriciano transportado em caminhão do Corpo de Bombeiros. Centenas de pessoas já esperavam na porta do ginásio e aplaudiram a chegada do corpo. O caixão de Serginho foi coberto com a bandeira do São Caetano e camisas do Social de Coronel Fabriciano e Democrata de Governador Valadares, os clubes pelos quais ele jogou. Durante cerca de uma hora, apenas parentes, amigos íntimos, dirigentes e jogadores tiveram acesso ao ginásio. A esposa de Serginho, Helaine Cristina Castro Cunha, 28 anos era uma das mais emocionadas, e manteve-se praticamente o tempo todo ao lado do caixão.Há pouco foram abertos os portões do ginásio. De acordo com a Polícia Militar , cerca de 2 mil pessoas estavam no local. O enterro de Serginho está marcado para às 9 horas de desta sexta-feira, no cemitério Vale da Saudade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.