Sérgio Alves desfalca a Ponte Preta

O atacante Sérgio Alves, depois de muita polêmica, confirmou na quinta-feira a sua permanência na Ponte Preta para a seqüência do Campeonato Brasileiro. O jogador, que estava sendo assediado pelo Fortaleza, resolveu ficar no time de Campinas após uma conversa com a família. Mas ele será a maior ausência para o jogo contra o Cruzeiro, domingo, às 18 horas, no Mineirão. O jogador reclama de uma inflamação na coxa direita e será substituído por Fabrício Carvalho no próximo final de semana. "Eu acho que não vai dar para jogar. Estou sentindo muitas dores e devo desfalcar o time contra o Cruzeiro", lamentou o atacante. Por outro lado, o técnico Abel Braga terá a volta do zagueiro Rodrigo à sua defesa. O jogador cumpriu suspensão automática pela expulsão contra o Inter na primeira rodada e tem volta assegurada. Luís Carlos, que atuou diante do Juventude ficará no banco de reservas. Fora de campo o departamento jurídico da Ponte Preta segue reunindo documentos para que não perca os pontos por um suposto uso irregular do volante Roberto nas duas primeiras partidas do Campeonato Brasileiro. O julgamento do primeiro jogo, contra o Inter, acontece na próxima terça-feira. Se o STJD der ganho de causa ao time gaúcho, a Ponte perderia seu ponto no empate em 1 a 1 e o Colorado levaria outros dois. Por orientação jurídica, Roberto pode ficar de fora e ser substituído por Ângelo. Mesmo sabendo das dificuldades que enfrentará no Tribunal, a Ponte espera provar também que o Inter teria utilizado o zagueiro Gavilán de forma irregular. Como foi expulso e eliminado na partida contra o Remo, pela Copa do Brasil, o jogador deveria cumprir um jogo de suspensão em campeonato de caráter nacional. Se for comprovado o erro do Inter, a Ponte manteria o primeiro dos quatro pontos em disputa no "tapetão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.