Reprodução
Reprodução

Sérgio Guedes confirma que pode escalar Rivaldo contra o ABC

Jogador está recuperado de problema nos joelhos

Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2015 | 20h32

Após três partidas de ausência por conta de problemas nos joelhos - o pentacampeão mundial sofre diariamente com infiltrações para poder entrar em campo -, Rivaldo enfim deve retornar ao time titular do Mogi Mirim. O técnico Sérgio Guedes já garantiu que pretende contar com o craque na partida frente ao ABC, marcada para este sábado, às 21 horas, no estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim (SP), no encerramento da 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

"O Rivaldo é um atleta muito determinado. E depois que ele resolveu interromper a sua aposentadoria, vem se dedicando ainda mais. Tanto nos treinos como junto ao departamento médico para reunir condições de jogo. E por estes e outros motivos, se depender de mim, ele começa jogando contra o ABC", comentou Sérgio Guedes.

Com Rivaldo em campo, o time paulista conquistou bons resultados: vitórias contra Náutico e Macaé - neste, o pentacampeão entrou para história por fazer um gol na mesma partida em que seu filho Rivaldo Júnior, algo que nunca havia acontecido no futebol brasileiro. Naquele jogo, no início do segundo tempo, ele sentiu uma fisgada na parte posterior da coxa direita, agora recuperada. "Não parei um dia sequer nestas duas últimas semanas. Trabalhei todos os dias e que ajudar o grupo a conseguir mais um resultado positivo no Brasileiro", garantiu.

Na ausência do meia, o Mogi Mirim venceu o Ceará, por 3 a 2, perdeu do Bragantino, também por 3 a 2, e empatou com Paysandu, por 1 a 1, em Belém. Rivaldo é considerado essencial no projeto para tirar o time do interior paulista da zona de rebaixamento. O clube é o penúltimo colocado com 14 pontos, a três do Luverdense, em 16.º lugar.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BMogi MirimRivaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.