Manuel Burga/EFE
Manuel Burga/EFE

Sergio Markarián deixa o comando da seleção peruana

Técnico teria exposto sua vontade de deixar o cargo e diretoria respeitou decisão

AE, Agência Estado

30 de outubro de 2013 | 18h17

LIMA - O técnico uruguaio Sergio Markarián deixou o comando da seleção peruana, conforme anunciou nesta quarta-feira o presidente da federação local, Manuel Burga. Segundo ele, o treinador expôs, em reunião na última segunda, a sua vontade de deixar o cargo. "E nós respeitamos sua decisão", explicou o dirigente. Com passagens anteriores pela seleção paraguaia e diversos clubes sul-americanos, Markarián assumiu o comando do Peru em julho de 2010. Com ele, a equipe chegou ao terceiro lugar na Copa América de 2011, na Argentina, dando esperanças ao torcedor peruano, mas fracassou nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014.

Sob o comando de Markarián, o Peru tinha esperança de voltar a disputar uma Copa do Mundo, o que não acontece desde 1982, na Espanha. Mas a campanha nas Eliminatórias foi muito fraca. A seleção peruana conseguiu somente um ponto em oito jogos fora de casa na competição e somou outros 14 quando atuou como mandante. Assim, o Peru terminou as Eliminatórias com apenas 15 pontos, na sétima colocação entre as nove seleções participantes, e longe de conseguir uma das quatro vagas diretas para a Copa. "As coisas não foram bem, reconhecemos. Somos responsáveis por isso e, com muita dor, estamos indo embora", disse Markarián.

O presidente da Federação Peruana de Futebol contou que tentou manter Markarián no cargo, mas não conseguiu. Ele ainda não definiu o novo treinador da seleção do Peru e mostrou que não tem pressa para escolher o substituto, ao estipular apenas março do ano que vem como prazo limite para resolver essa questão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.