Javier Soriano / AFP
Javier Soriano / AFP

Sergio Ramos ironiza: 'Só falta Firmino dizer que ficou resfriado pelo meu suor'

Zagueiro do Real Madrid se envolveu na lesão de Salah, que deslocou o ombro, e de Karius, que sofreu concussão

Estadão Conteúdo

05 Junho 2018 | 13h18

O zagueiro Sergio Ramos utilizou da ironia nesta terça-feira ao falar pela primeira vez sobre os lances polêmicos que se envolveu na decisão da Liga dos Campeões, na vitória do Real Madrid por 3 a 1 sobre o Liverpool em Kiev, na Ucrânia.

+ Hospital diz que Karius foi afetado por concussão na final da Liga dos Campeões

+ Uefa descarta punição a Sergio Ramos por cotovelada no goleiro Karius

Integrado à seleção da Espanha que se prepara para a Copa do Mundo em Madri, o defensor tentou justificar que não teve a intenção de machucar o atacante Mohamed Salah. Na jogada, os dois se enroscaram e o jogador egípcio levou a pior na queda. Ele deixou o gramado chorando com uma lesão no ombro esquerdo.

"Não queria falar sobre isso porque no final ganhou uma grande magnitude. Mas olhando de perto para o lance, ele agarra meu braço primeiro e eu caio para o outro lado. Ele machuca o outro braço, mas as pessoas dizem que foi um movimento de judô", explicou o espanhol.

Os torcedores do Liverpool e fãs de Salah utilizaram as redes sociais para fazer duras críticas a Sergio Ramos, que chegou a receber ameaças de morte. No dia seguinte à partida, o zagueiro utilizou o Twitter para desejar a rápida recuperação do jogador do Egito.

"Falei com o Salah por mensagens e ele está se recuperando bem", disse Ramos nesta terça-feira. "Se ele tivesse tomado (infiltração) poderia até ter jogado o segundo tempo. Fiz isso algumas vezes. Não é o ideal. Mas me parece que quando é o Ramos que faz alguma coisa, ganha mais atenção do que o normal", disse.

 

O zagueiro também é acusado de dar uma cotovelada intencionalmente no goleiro Loris Karius. O choque aconteceu quando a partida estava empatada em 0 a 0. Na segunda-feira, o Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, onde o jogador passou por exames após a decisão, confirmou que o jogador teve uma concussão.

Ramos, desta vez, ironizou. "Então o goleiro diz que ficou atrapalhado depois da colisão comigo? Daqui a pouco o Firmino vai dizer que ficou resfriado porque uma gota de suor minha caiu sobre ele", ironizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.