Susana Vera / Reuters
Susana Vera / Reuters

Sergio Ramos revela que Neymar o convenceu a assinar contrato com o PSG

Espanhol diz que mantém amizade com o brasileiro desde os tempos da rivalidade entre Real Madrid e Barcelona

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2021 | 16h02

Neymar tem colaborado com o Paris Saint-Germain dentro e fora de campo. Segundo o zagueiro Sergio Ramos, grande reforço da equipe francesa para esta temporada, o brasileiro foi um dos responsáveis por convencê-lo em assinar com o clube após o fim do contrato com o Real Madrid.

Em entrevista ao jornal L'Equipe, o espanhol revelou que conversou com Neymar antes do acerto. "Eu falo com o Neymar há seis ou sete anos. Apesar dele ter jogado pelo Barça e eu pelo Madrid, sempre tivemos uma amizade extraordinária. Neymar me convenceu a assinar com o PSG", afirmou.

"Antes de acertar com um novo clube é sempre bom conversar com vários jogadores, falei com o Leonardo (diretor do PSG), Al-Khelaifi (presidente) e (Maurício) Pochettino (o técnico) . Todos me convenceram de alguma maneira", acrescentou.

Ramos citou ainda Angel Di María e Keylor Navas, que foram seus companheiros no Real Madrid. "Permaneci muito amigo deles desde que saíram do Real. Eu até passei um verão na Costa Rica", disse o espanhol, citando o goleiro.

O zagueiro já havia comentado sobre Neymar em entrevista coletiva. Ele disse que estava ansioso para jogar com o brasileiro e Mbappé. "Quero jogar com eles, mas quero ganhar. Todos teremos que remar na mesma direção, entregar o máximo nível possível. O melhor caminho encontraremos se todos remarmos no mesmo sentido".

No PSG, o zagueiro vai continuar atuando com o número quatro às costas, que foi cedido pelo alemão Kehrer. 

A chegada de Ramos faz parte do plano da equipe francesa de conquistar o título da Liga dos Campeões pela primeira vez. Nesta quarta-feira, o clube anunciou o goleiro Italiano Donnarumma, eleito o melhor jogador da Eurocopa. Antes dele, o PSG trouxe Wijnaldum, holandês do Liverpool, e Hakimi, marroquino da Internazionale.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.