Série B: Brasiliense tenta quebrar tabu

Além de Portuguesa X Caxias, a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B será aberta nesta terça-feira com o clássico candango entre Gama e Brasiliense. Os times se enfrentarão às 20h30, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, porque o Gama perdeu mando de dois jogos - um já cumprido na derrota de 3 a 1 para o Remo, no último sábado - após um de seus dirigentes invadir o gramado no confronto contra o Sport, na sétima rodada. Embora esteja em melhor situação que o rival, o Brasiliense (11º colocado com 17 pontos) tentará quebrar um tabu de dez jogos ou mais de dois anos sem vencer o arqui-inimigo. A última vitória do time do senador cassado Luiz Estevão aconteceu no dia 18 de abril de 2001, por 2 a 0 no Campeonato Estadual. Desses dez jogos do tabu, o Gama (vice-lanterna com dez pontos) venceu sete e empatou três. No último jogo entre ambos, o Gama goleou por 4 a 1, quando conquistou o título do Distrito Federal desse ano. O clássico também marcará o duelo entre dois técnicos bastante conhecidos do futebol paulista. Roberval Davino, que dirige o Gama, já passou por Mogi Mirim, São Caetano, Marília, Botafogo-SP, Juventus, entre outros. Já Vágner Benazzi, do Brasiliense, esteve no Santo André, São José, Etti Jundiaí (Paulista), Matonense, Atlético Sorocaba, e Marília entre outros. Há ainda outro detalhe: Benazzi subiu com o Gama para a elite nacional em 1998.

Agencia Estado,

14 de julho de 2003 | 15h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.