Série B: Susto e vitória dos mandantes

Nos outros três jogos disputados na noite desta sexta-feira, pela Série B do Campeonato Brasileiro, os mandantes terminaram com os três pontos: Anapolina, Avaí e Náutico ganharam, mas nem tudo foi festa. Um grande susto em Florianópolis (SC), com o jogador Heleno, do Vila Nova, sendo levado desmaiado para o hospital, acabou marcando a noite.O motivo do desmaio de Heleno foi uma disputa de bola pelo alto com Rogério Prateat, jogador do Avaí, no segundo tempo da partida. Após ser atingindo sem querer pelo adversário na nuca, o jogador caiu e acabou desmaiando. Na maca, ele foi colocado na ambulância e levado para o hospital após bastante angústia, pois o veículo entrou no campo e atolou. Precisou ser empurrado pelos jogadores dos dois times para poder deixar o estádio. Heleno foi examinado, está consciente e passa bem. Mas continuará internado para observação. Os jogadores dos dois times rezaram no centro do gramado após a partida.Quanto ao jogo, o Avaí, venceu o Vila Nova por 2 a 0 e chega aos nove pontos. O time goiano fica na zona de rebaixamento, com quatro pontos. Os gols do time catarinense foram marcados no primeiro tempo por Alberoni e Fernando, de cabeça.Em Recife (SP), o Náutico goleou o Criciúma por 4 a 2, deixando a lanterna para o time catarinense, com apenas três pontos. Os pernambucanos chegaram aos seis pontos. Kuki fez 1 a 0 e marcou seu quarto gol, igualando-se a Carlinhos Bala, do Santa Cruz e Adriano Magrão, da Anapolina, no topo da artilharia. Os outros gols do time da casa foram marcados por Willian, Davi e Betinho, enquanto Erick e Douglas, de pênalti, marcaram os gols do Criciúma.Já na cidade goiana de Anápolis, a Anapolina venceu a segunda na competição ao derrotar o Vitória por 3 a 2. Com o resultado, a equipe goiana tem sete pontos, enquanto que o Vitória permanece com cinco pontos. O time da casa abriu vantagem no placar com Donizete e Adriano Magrão, mas o Vitória empatou com dois gols de Alecsandro. O gol da vitória foi anotado por Adriano Magrão aos 45 minutos ainda do primeiro tempo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.