Site oficial da CBF
Site oficial da CBF

Série B terá limite de 40 jogadores inscritos e também proíbe venda de mando

Clubes só poderão atuar como mandantes em estádios dos seus Estados

Estadao Conteudo

22 Fevereiro 2017 | 12h10

O Conselho Técnico da Série B do Campeonato Brasileiro definiu que, assim como vai acontecer na elite nacional, também na segunda divisão não será mais permitida a venda de mandos de campo. De acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a proposta foi aprovada de forma unânime.

Assim, os clubes só poderão atuar como mandantes em estádios dos seus Estados. No ano passado, por exemplo, o Vasco recebeu o Londrina em Manaus (AM) e o Sampaio Corrêa em Cariacica (ES). Como visitante, foi a Cariacica pegar o Atlético-GO e a Brasília para jogar contra o Vila Nova.

Agora, existia a expectativa para que alguns clubes optassem por jogar contra o Internacional no Sul do País, aproveitando a presença, na Série B, do campeão mundial de 2006. Na Copa do Brasil, por exemplo, o Princesa do Solimões, do Amazonas, optou por jogar contra o Inter em Cascavel, no Paraná.

Mas a proibição de venda de mando de campo não é a única novidade na Série B para 2017. Também foi criado um limite no número de inscritos por clube na competição: 40 jogadores.

As cotas de televisão serão divididas igualmente entre 18 times, exceto Goiás e Internacional, que têm contrato individual com a Rede Globo. De acordo com a CBF, 60% do montante pago pela competição será dividido igualitariamente entre os clubes, enquanto os demais 40% serão distribuídos de acordo com a do último campeonato.

Por fim, também foi definido que o campeão da Série B de 2017 tem vaga direta nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2018, como já vai acontecer este ano com o Atlético-GO, vencedor da segunda divisão em 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.