Filipe Araújo/Estadão
Filipe Araújo/Estadão

Série de vitórias traz alívio e confiança, diz Jadson

Mesmo com a mudança de ambiente, a ordem é manter atenção total

PAULO FAVERO, Agência Estado

19 de setembro de 2013 | 17h46

Desde que o técnico Muricy Ramalho assumiu o comando, o São Paulo venceu os três jogos que disputou e conseguiu sair da zona de rebaixamento do Brasileirão. Segundo o meia Jadson, a sequência de vitórias - diante de Ponte Preta, Vasco e Atlético-MG - trouxe alívio e deu confiança para o elenco são-paulino.

Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, após a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG na noite anterior, Jadson admitiu que a sequência positiva com Muricy mudou o ambiente no time. A ordem, porém, é manter atenção total, porque a zona de rebaixamento ainda está perto - ocupa o 13º lugar, com 27 pontos.

"O importante dessa sequência é que o time ganha confiança. Depois de três vitórias, dá mais confiança dentro do clube, entre os jogadores, com a diretoria e com a torcida", contou Jadson. "Particularmente, quando eu não consigo as vitórias, fico envergonhado, triste. Prefiro ficar mais em casa, com a família, não me expor. Quando o time passa a vencer, o grupo ganha tranquilidade e até dá para sair na rua, pois as cobranças são menores."

Mesmo elogiando bastante o antigo técnico, Paulo Autuori, de quem disse gostar muito, Jadson reconheceu uma mudança de atitude do time com a troca de comando. "Não que a gente não se esforçasse antes. Mas, com a chegada do Muricy, dá a impressão até que a nossa equipe está se doando mais", afirmou.

Diante desse cenário, Jadson prefere deixar a seleção brasileira em segundo plano. O momento é de conseguir a recuperação são-paulina. "Não tenho pensado tanto nisso (na seleção), até pela situação do clube. Sei que, primeiro, tenho que ir bem aqui (no São Paulo). E o Felipão já conhece meu trabalho", explicou o meia, que esteve na conquista do título da Copa das Confederações, em junho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCJadson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.