Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Série invicta de 20 jogos e histórico de goleadas motivam Palmeiras

Equipe confia em currículo na arena para conseguir virada diante da Ponte Preta, pelo Paulista

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

18 de abril de 2017 | 07h00

Ter de bater a Ponte Preta por uma larga vantagem para se classificar à final do Campeonato Paulista não é uma missão fácil, porém ganhar com uma boa margem de gols não é inédito para o Palmeiras. Afinal, o time tem um aliado histórico no Allianz Parque, onde consegue em uma a cada seis partidas derrotar os adversários por pelo menos três gols de diferença, vantagem necessária para levar a disputa da semifinal para os pênaltis.

Desde a inauguração da arena, em novembro de 2014, o Palmeiras já disputou 74 partidas, com um aproveitamento de 72% dos pontos conquistado em 49 vitórias e 13 empates. A equipe está sem perder no estádio no ano e, inclusive, desfruta da maior invencibilidade no local desde a abertura, em novembro de 2014. São 20 jogos na série.

Junto com esta sequência, o Palmeiras ostenta a marca de 20 partidas seguidas marcando gol no Allianz Parque. A última derrota e o último jogo sem balançar as redes adversárias foram em julho do ano passado. A equipe então comandada por Cuca perdeu por 1 a 0 para o Atlético-MG, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Esses fatores dão ao clube confiança para tentar reverter a derrota sofrida por 3 a 0 diante da Ponte Preta, adversário. "Não existe impossível no futebol", disse o volante Felipe Melo. Por outro lado, o rival é um dos times que mais têm incomodado o Palmeiras nas últimas temporadas. Em 2016, por exemplo, não perdeu para a equipe alviverde nos confrontos válidos pelo Campeonato Brasileiro.

Dos 12 confrontos no Allianz em que o Palmeiras aplicou no mínimo três gols de vantagem sobre os adversários, a maior goleada foi contra o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil de 2015. O time maranhense perdeu por 5 a 1. Já a maior vítima dessas vitórias folgadas dos donos da casa foi o São Paulo. A equipe do Morumbi levou duas vezes de 3 a 0 e uma vez por 4 a 0 na arena palmeirense.

Neste ano, o Palmeiras ganhou em três ocasiões da vantagem de que vai precisar no sábado. Além dos 3 a 0 sobre o São Paulo e dos 4 a 1 sobre a Ferroviária, ambos no Allianz Parque, a equipe na fase anterior aplicou 3 a 0 no Novorizontino, em partida realizada no Pacaembu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.