Serra Leoa é autorizada a receber jogos após fim do surto de Ebola

Um mês depois de a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar que Serra Leoa está livre de transmissões do vírus Ebola, a Confederação Africana de Futebol (CAF) autorizou oficialmente que o país volte a ser apto a receber partidas internacionais de futebol. A seleção local, entretanto, já está eliminada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Estadão Conteúdo

07 de dezembro de 2015 | 16h45

Serra Leoa foi proibida de receber partidas internacionais em agosto de 2014, em consequência do vírus que matou mais de 11 mil pessoas na região central da África no fim de 2013. Diante de Chade, no seu único jogo como mandante nas Eliminatórias, Serra Leoa atuou em Port Harcourt, na Nigéria. Também lá recebeu Costa do Marfim pelas Eliminatórias da Copa das Nações Africanas. Em outros casos, optou por atuar na casa do adversário.

Antes de Serra Leoa, também a Libéria havia sido liberada para voltar a receber partidas internacionais de futebol, uma vez que aquele país já havia sido declarado livre do Ebola pela OMS em junho. Agora, só Guiné segue proibida.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEbola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.