Sertãozinho vence e interrompe série do Santos

Time do interior ganha por 1 a 0, quebra série de vitórias da equipe santista, que volta a ficar ameaçada

Tercio David, estadao.com.br

01 de março de 2008 | 20h12

E não foi neste sábado que o Santos conseguiu sua primeira vitória do fora de casa neste campeonato, e a terceira seguida. O time da Vila Belmiro perdeu para o Sertãozinho por 1 a 0, no Frederico Dalmazo, pela 12.ª rodada do Paulistão.   Veja também:  Classificação  Resultados e calendário Betão diz que derrotas evidencia erros do Santos   Com o resultado, o Santos permaneceu com 14 pontos, na 13.ª colocação, empatado com o Sertãozinho, mas o time da Vila Belmiro tem saldo de gols melhor (0 a -1) e por isto se mantém à frente do rival deste sábado na parte de baixo da tabela. Nenhuma das equipes, no entanto, corre o risco de terminar a rodada na zona de rebaixamento.   Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Noroeste, na Vila Belmiro, no domingo. No mesmo dia, o Sertãozinho encara o São Caetano, novamente no Frederico Dalmazo. Antes disto, na terça, o Santos recebe o Chivas, pela Libertadores.   CHUTÕESEm um primeiro tempo de poucas chances de gol, e com o Santos abusando da ligação direta entre defesa e ataque, quem se deu bem foi o Sertãozinho, que conseguiu sair na frente aos 41. Após cruzamento na área, Tuto ajeitou de cabeça na segunda trave e Hugo só completou de pé esquerdo, quase sobre a linha.   "A marcação foi um problema. Estamos dando muitos chutões e aí favorece o time deles. O Santos é melhor e por isto tem que jogar com a bola no chão", disse Kleber Pereira, no intervalo.  Sertãozinho 1 Lauro; Pedro Paulo, Galeano e Erivélton; Ricardo Lopes    , Elias, Ceará, Assis (Jonathas    ) e Júlio César; Hugo (Marcos Dener) e Tuto (Carlinhos). Técnico: Lori Sandri  Santos 0 Fábio Costa; Denis, Domingos, Betão     e Carleto (Marcinho Guerreiro); Adriano    , Rodrigo Souto     e Molina (Rodrigo Tabata); Wesley, Kléber Pereira e Tripodi (Moraes) Técnico: Emerson Leão Gols: Hugo, aos 41 minutos do primeiro tempo.Árbitro: Luiz Flávio de OliveiraRenda: Não disponívelPúblico: Não disponívelEstádio: Frederico Dalmazo, em Sertãozinho (SP). O Santos, ainda na primeira etapa, reclamou de pênalti, não marcado, em dois lances. No primeiro, quando Rodrigo Souto caiu na área depois de uma disputa com Tuto. No segundo, quando Molina tentou o drible sobre Pedro Paulo que, caído, tocou a bola com a mão.   E FICOU PIOR No segundo tempo, precisando de pelo menos um gol, o Santos foi ao ataque e abriu espaço para os contra-ataques do Sertãozinho. E o time do interior teve várias chances de definir o jogo antes da metade da etapa.   Na melhor chance, aos 21, Assis invadiu a área e rolou para Marcos Dener, que ajeitou e bateu na saída de Fábio Costa. O gol só não saiu porque Domingos entrou na frente da bola e mudou a trajetória com a barriga, salvando o Santos de um vexame ainda maior.   Apesar de tentar o empate nos minutos finais, já na base do desespero, com Denis sentindo a perna e Domingos assumindo a lateral-direita (todas as substituições já haviam sido feitas), o Sertãozinho se mostrou seguro na defesa e não teve muita dificuldade para segurar o resultado.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCSertãozinhoPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.