Sessão da CPI pode ter novo adiamento

A morte do governador de São Paulo, Mário Covas, adiou de quarta-feira, para esta quinta-feira, os depoimentos do deputado Robson Tuma (PFL-SP) e do ex-deputado estadual do Rio de Janeiro, José Francisco Veloso. Tuma foi sub-relator, na Câmara dos Deputados, da CPI do Narcotráfico e investigou o envolvimento de clubes de futebol com a lavagem de dinheiro.Veloso foi presidente de uma CPI, na Assembléia Legislativa do Rio, que em 1994 investigou a evasão de renda nos estádios de futebol do Rio de Janeiro. Na CPI do Futebol acredita-se que o depoimento de Robson Tuma terá de ser adiado, mais uma vez, porque o parlamentar acompanha, em São Paulo, os funerais de Covas, segundo sua assessoria.Para a próxima semana, no dia 13, a CPI do Futebol marcou os depoimentos de Paulo César Ferreira, integrante da direção do Flamengo (RJ) e do presidente do Conselho Fiscal do clube, no biênio 1999-2000. Já na quinta-feira (15), serão ouvidos o contador do Vasco da Gama e o advogado de Wanderley Luxemburgo, José Carlos Santiago de Andrade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.