NILTON FUKUDA / ESTADÃO
NILTON FUKUDA / ESTADÃO

Sete jogos e só um rival do G-6 à vista: a série do Palmeiras no Brasileirão

Time de Roger Machado vai enfrentar cinco oponentes até o fim do primeiro turno que estão abaixo dele na tabela

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

17 de julho de 2018 | 07h00

O Palmeiras só terá de se preocupar com Libertadores, seu maior objetivo, e Copa do Brasil, na qual já se encontra classificado às quartas de final, a partir de agosto, razão pela qual o Campeonato Brasileiro será o único foco pelos próximos 15 dias. E a retomada na temporada pós-Copa do Mundo parece promissora, ao menos em tese. Desta quinta-feira, quando encara o Santos, até a 19ª e última rodada do primeiro turno, o time treinado por Roger Machado enfrentará apenas um oponente à sua frente na tabela.

+ Bruno Henrique vê Scarpa pronto no Palmeiras e minimiza mudanças no time

+ Confira a tabela da Série A do Brasileirão

Sexto colocado, com 19 pontos, o Palmeiras ainda sonha em encostar nos líderes. Atualmente, Flamengo (27), Atlético-MG (23) e São Paulo (23) brigam mais diretamente pela primeira posição. Algo que o clube alviverde espera estar fazendo até o encerramento da primeira metade da competição nacional.

"Temos grandes chances, o campeonato está aberto, tem o segundo semestre inteiro. Temos grandes chances de chegar e um dos nossos focos é esse. Trabalhamos forte na intertemporada para isso mesmo", atestou na segunda-feira o volante Bruno Henrique. 

"O jogo mais importante é sempre o próximo. Estamos focados para fazer o melhor nas três competições", completou.

O primeiro passo será os santistas, nesta quinta, às 20h (de Brasília), no Pacaembu. A equipe da Vila ocupa a 15ª colocação. Em seguida, o Palmeiras enfrenta, na ordem: Atlético-MG (2º), Fluminense (12º), Paraná (18º), América-MG (13º), Vasco (11º) e Vitória (16º). Obviamente, essas posições poderão sofrer mudanças até o dia 19 de agosto, data da última rodada do primeiro turno  – quando as atenções palmeirenses também já estarão divididas entre o Brasileiro e as duas outras competições de que participa.

"Estamos preparados para vencer e voltar ao Brasileiro com uma vitória", falou ainda Bruno Henrique, referindo-se ao clássico.

A equipe volta aos treinos na manhã desta terça, às 9h30, na Academia de Futebol. Para o jogo de quinta, Roger Machado não poderá contar com Keno, vendido para o futebol do Egito, com os suspensos Jailson, Luan, Moisés e Dudu, nem com Borja, que se recupera de cirurgia no joelho direito.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.