Sevilla aumenta proposta e Cicinho deve deixar o Palmeiras

Clube espanhol faz nova oferta e negociação pode ser oficializada na segunda-feira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2012 | 20h08

O Palmeiras está próximo de acertar a venda do lateral-direito Cicinho para o Sevilla. O clube espanhol aumentou a proposta inicial que era de 2 milhões de euros (R$ 4,9 milhões) e o salário oferecido ao jogador. Clubes e o jogador selaram o acordo e só falta a assinatura de contrato para o acordo ser oficializado.

Cicinho fez 86 jogos com a camisa do Palmeiras e marcou dois gols. Ele chegou como uma aposta do Santo André e em pouco tempo caiu no gosto do técnico Luiz Felipe Scolari e da torcida. Atualmente, ele disputava posição com Artur. O Palmeiras deve tentar a contratação de uma aposta para a lateral-direita com o intuito de suprir a saída do lateral.

Aparecido Roberto Freitas, o Cidão, presidente do Oeste de Itápolis e empresário do lateral admitiu que a nova proposta foi mais vantajosa. "São valores muito bons para os dois lados (clube e jogador). Nós aceitamos o que foi oferecido. Ele está concentrado para o jogo, por isso o assunto só deve voltar a ser falado na segunda-feira", disse o agente, em entrevista ao Estado.

O vice-presidente do Palmeiras, Roberto Frizzo, confirmou que o desfecho está por detalhes. "As coisas estão bem alinhavadas. Só falta costurar. Isso deve ser definido na segunda-feira. Ele está em Minas e vai para o jogo normalmente", garantiu o dirigente.

Os direitos federativos do jogador está dividido em 50% para o Palmeiras e a outra metade é de seu empresário. O lateral está concentrado em Minas Gerais com a delegação do Palmeiras e ainda não está definido se ele será liberado do jogo.

(* atualizado às 20h32)

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.