Raúl Caro/EFE
Raúl Caro/EFE

Sevilla bate o Atlético de Madrid de novo e avança às semifinais da Copa do Rei

Time marcou 3 a 1 e garantiu o placar agregado de 5 a 2

Estadão Conteúdo

23 Janeiro 2018 | 20h50

O Sevilla é o primeiro clube classificado às semifinais da Copa do Rei. Nesta terça-feira, em casa, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, o time de Sevilha derrotou o Atlético de Madrid por 3 a 1 e se garantiu com um placar agregado de 5 a 2, pois na rodada de ida, no estádio Wanda Metropolitano, em Madri, na semana passada, havia vencido por 2 a 1.

+ Confira a classificação do Campeonato Espanhol

Os gols do Sevilla na partida desta terça-feira foram marcados por Sergio Escudero, Ever Banega (em cobrança de pênalti) e Pablo Sarabia. O atacante francês Antoine Griezmann chegou a empatar o jogo para o Atlético de Madrid, mas ele foi insuficiente para a equipe comandada pelo técnico argentino Diego Simeone, que não pode contar em campo com o lesionado brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa.

Os outros três duelos das quartas de final da Copa do Rei serão realizados nos dois próximos dias: Alavés x Valencia e Real Madrid x Leganés serão nesta quarta-feira e Barcelona x Espanyol acontecerá na quinta. O sorteio dos confrontos das semifinais, previstas para os dois próximos meios de semana, será realizado nesta sexta.

Em campo, o Sevilla foi arrasador e não deu tempo para o Atlético de Madrid respirar. Logo aos 25 segundos, após cruzamento de Sarabia pela direita, o defensor espanhol Sergio Escudero chegou chutando de primeira para marcar o gol.

Precisando ainda mais de gols - dois para ao menos levar a decisão para a prorrogação -, o Atlético de Madrid foi ao ataque e conseguiu o empate rapidamente, aos 13 minutos. Após lançamento, Gameiro ajeitou com o peito para Antoine Griezmann dar belo chute de fora da área e encobrir o goleiro Sergio Rico.

Mas o ímpeto ofensivo do Atlético de Madrid foi logo minado pela forte marcação do Sevilla, que conseguiu controlar as ações da partida até o intervalo. E logo no início do segundo tempo o time da casa "matou" o rival. Aos dois minutos, Correa entrou na área pelo lado esquerdo e foi derrubado por Saúl Ñiguéz. O árbitro marcou o pênalti, Banega foi para a cobrança e bateu no canto, sem chances para o goleiro Moya.

Desnorteado, o Atlético de Madrid tinha que reunir forças para virar o placar para 3 a 2, que o classificaria pelo número de gols fora de casa. Mas isso não aconteceu e o Sevilla ainda marcou mais um, com Sarabia, aos 34 minutos, para decretar a classificação dos donos da casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.