Cesar Manso/ AFP
Cesar Manso/ AFP

Sevilla perde para o Alavés e amplia crise no Campeonato Espanhol

Resultado fez equipe parar nos 29 pontos, na sexta colocação e correndo risco de deixar a zona de classificação para a Liga Europa

Estadão Conteúdo

14 Janeiro 2018 | 15h18

O Sevilla voltou a ser derrotado neste domingo, pelo Campeonato Espanhol. Em péssimo momento na temporada, a equipe visitou o Alavés pela 19.ª rodada e caiu por 1 a 0, ampliando seu jejum de vitórias na competição e a pressão sobre o recém-chegado técnico italiano Vincenzo Montella.

+Valencia aproveita erros do La Coruña e ganha fora de casa no Campeonato Espanhol

Confira a tabela do Campeonato Espanhol

Esta foi a quinta partida consecutiva sem vitória do Sevilla no Espanhol - foram quatro derrotas no período. O último triunfo aconteceu no dia 2 de dezembro, sobre o Deportivo La Coruña. De lá para cá, Eduardo Berizzo foi demitido, Montella chegou, mas a queda por 5 a 3 no clássico diante do Betis, em casa, na última rodada, deu início às críticas ao italiano.

O resultado deste domingo fez o Sevilla parar nos 29 pontos, na sexta colocação e correndo risco de deixar a zona de classificação para a Liga Europa na próxima rodada. Na quarta-feira, a equipe visita o Atlético de Madrid pelas quartas de final da Copa do Rei. Já o Alavés subiu para 18 pontos e saiu da zona de rebaixamento. Também pela Copa do Rei, pega o Valencia na quarta, fora de casa.

Esta foi a quarta partida de Montella no clube espanhol, e o treinador deixou Paulo Henrique Ganso fora até do banco de reservas em todas. Recém-contratado, o lateral Guilherme Arana até foi relacionado para este domingo, mas acabou cortado e também não apareceu sequer no banco.

O primeiro tempo foi bastante equilibrado. O Sevilla criou bom momento logo aos quatro minutos, mas a finalização de Banega parou nas mãos de Fernando Pacheco. Jesús Navas e Johannes Geis também desperdiçaram bons momentos. A resposta do Alavés aconteceu aos 37 minutos, quando Alfonso Pedraza exigiu boa defesa de Sergio Rico.

Os donos da casa começavam a crescer na partida e seriam recompensados logo na volta para o segundo tempo. Aos seis minutos, Munir, ex-Barcelona, cruzou para a área. Manu García teve calma para dominar na coxa e bater cruzado, desta vez sem chances para Sergio Rico.

O gol fez o Sevilla se lançar ao ataque e perder bom momento com Nolito. Aos 38, o Alavés ainda ficou com um a menos depois que Ruben Duarte recebeu o cartão vermelho por entrada dura em Banega. Dois minutos depois, Ben Yedder quase empatou em bela cobrança de falta, mas os donos da casa souberam segurar o resultado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.