Rafa Alcaide/EFE
Rafa Alcaide/EFE

Sevilla só empata com Leganés em casa e pode se distanciar da briga pelo título

Sampaoli relacionou Paulo Henrique Ganso, mas brasileiro não sai do banco de reservas

Estadão Conteudo

11 de março de 2017 | 14h30

Novamente poupando jogadores, uma vez que na terça-feira encara o Leicester City pela Liga dos Campeões, o Sevilla voltou a tropeçar no Campeonato Espanhol. Mesmo jogando em casa neste sábado, o time do técnico Jorge Sampaoli não saiu de um empate 1 a 1 com o Leganés.

O empate é o segundo seguido do Sevilla, que vinha de um resultado de 1 a 1 com o Alavés na segunda-feira. Assim, a equipe aparece com 57 pontos, podendo ver o Barcelona e o Real Madrid se distanciarem ainda mais. O time catalão tem 60 pontos, enquanto o Real aparece com 59 e tem um jogo atrasado. Ambos ainda jogam na rodada, respectivamente contra La Coruña e Betis, ambos no domingo.

Sem jogar pelo Campeonato Espanhol desde novembro, Paulo Henrique Ganso até foi relacionado por Sampaoli, mas não saiu do banco de reservas. Mariano voltou ao time, mas o brasileiro que brilhou no jogo foi o pouco conhecido Gabriel, meia de 23 anos que completou de letra o cruzamento rasteiro de El Zhar para abrir o placar para o time visitante. No Brasil, o último clube dele foi o Resende, do Rio.

Pelo Sevilla, quem marcou o gol no final do primeiro tempo foi um jogador muito mais famoso. Contratado junto à Inter de Milão, o montenegrino Jovetic pedalou, tocou para Franco Vázquez e correu para receber de volta, já nas costas da zaga. Cara a cara com Iago Herrerín, deu um lençol no goleiro com um cavadinha e mandou para o gol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.