Julio Muñoz/EFE
Julio Muñoz/EFE

Sevilla tropeça na volta de técnico após cirurgia para retirar tumor

Com Eduardo Berizzo no banco, equipe que teve Ganso como titular empatou sem gols com o Levante

Estadão Conteúdo

15 de dezembro de 2017 | 20h06

O Sevilla tropeçou nesta sexta-feira e não passou de um empate por 0 a 0 diante do Levante, em casa. Em jogo festivo pelo retorno de Eduardo Berizzo ao banco da equipe, e que marcou também a volta de Paulo Henrique Ganso ao time titular, os anfitriões sofreram com a defesa adversária e perderam a chance de se aproximar das primeiras posições do Campeonato Espanhol.

+ Griezmann treina e deve reforçar Atlético de Madrid contra Alavés

O resultado levou o Sevilla a 29 pontos, na quinta colocação, a cinco do vice-líder Valencia e a dez do Barcelona, mas com um jogo a mais que os rivais. Por outro lado, o Levante somou seu 17.º ponto, na 15.ª posição, e respirou um pouco mais na luta contra o rebaixamento.

O duelo desta sexta marcou o retorno de Berizzo ao banco do Sevilla, após se recuperar de cirurgia para retirada de um câncer na próstata há pouco mais de duas semanas. Foi também a primeira partida de Ganso como titular no Espanhol em quase três meses, mas o brasileiro pouco fez e foi substituído na etapa final.

Apesar da maior posse de bola por parte do Sevilla, o primeiro tempo foi bastante equilibrado e isso se traduziu nas oportunidades. Aos 36 minutos, Jason cobrou falta pelo lado direito e acertou a trave de Sergio Rico. A resposta dos donos da casa veio nos acréscimos, quando Mercado aproveitou escanteio da direita e também parou na trave.

No segundo tempo, o Sevilla finalmente conseguiu transformar seu domínio territorial em chances. A primeira aconteceu aos 11 minutos, quando Sarabia deu ótima enfiada para Ben Yedder, que girou batendo firme. A bola desviou no zagueiro e bateu na cabeça do goleiro.

Começava a aparecer, então, a estrela de Olazabal, que voltou a impedir a abertura do placar pelo Sevilla aos 29. Ben Yedder recebeu enfiada perfeita e bateu cruzado, para outra boa defesa do goleiro. O jogador do Levante apareceu bem outra vez aos 34, quando se recuperou após quase ser enganado por desvio da defesa.

O Levante voltou a equilibrar a partida e chegou a levar perigo nos contra-ataques, mas foi o Sevilla que terminou o jogo em cima. Em sua última grande oportunidade, Sergio Escudero ficou com sobra na entrada da área, dominou e bateu rente à trave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.