Michael Sohn/AP
Michael Sohn/AP

Shakhtar conquista Copa da Uefa com gols brasileiros

Luiz Adriano e Jadson marcam na vitória sobre o Werder Bremen por 2 a 1, em jogo que teve prorrogação

AE, Agencia Estado

20 de maio de 2009 | 18h22

O Shakhtar Donetsk conquistou nesta quarta-feira o título da Copa da Uefa. Em Istambul, a equipe venceu o Werder Bremen por 1 a 0 na prorrogação, depois de empate por 1 a 1 no tempo regulamentar. O título é a primeira conquista internacional de um clube ucraniano.

 

Veja também:

mais imagens Mais imagens da conquista do Shakhtar

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A vitória no estádio Sükrü Saraçoglu, onde o Fenerbahce manda suas partidas foi justa, já que o Shakhtar foi mais ofensivo durante boa parte do jogo. E a conquista teve grande contribuição de atletas brasileiros, já que o primeiro gol foi marcado por Luiz Adriano e o segundo por Jadson. Além dos dois, a equipe conta em seu elenco com Ilsinho, William e Fernandinho.

Esta foi a última vez que a Copa da Uefa foi disputada com esta denominação. A partir da próxima temporada, o torneio se chamará Liga Europa e terá um formato diferente, com algumas semelhanças em relação ao da Liga dos Campeões.

Terceiro colocado no Grupo C da Liga dos Campeões, o Shakhtar "caiu" para a Copa da Uefa e teve logo que encarar o forte Tottenham. Eliminou o time inglês com vitória por 2 a 0 na Ucrânia e empate por 1 a 1, fora de casa.

Depois, enfrentou o CSKA Moscou, de Zico. Avançou com derrota por 1 a 0 e vitória por 2 a 0. Nas quartas-de-final, o Shakhtar enfrentou o Olympique de Marselha e conseguiu duas vitórias: 2 a 0 e 2 a 1. Para chegar na final, eliminou o Dínamo de Kiev com um empate por 1 a 1 e uma vitória por 2 a 1.

O duelo entre as duas equipes foi dominado pelo Shakhtar Donetsk. Sentindo as ausências Diego e Hugo Almeida, o Werder Bremen começou a partida recuado, apostando nos contra-ataques. Já o Shakhtar tentava pressionar o time alemão, mas finalizava pouco, pois tinha dificuldades para superar o meio-de-campo do time alemão.

A equipe ucraniana abriu o placar aos 25 minutos, em jogada brasileira. Jadson lançou Luiz Adriano, que, com categoria, tocou por cima do goleiro Wiese. O Werder Bremen, porém, reagiu e chegou ao empate aos 34 minutos. O brasileiro Naldo cobrou falta com força e contou com falha do goleiro Pyatov para igualar o duelo.

O Shakhtar continuou melhor no segundo tempo e desperdiçou boa chance com o brasileiro Luiz Adriano logo no início. Aos poucos, porém, o Werder Bremen conseguiu conter os avanços do time ucraniano, concentrando o duelo no meio-de-campo. Inferior tecnicamente, a equipe alemã só conseguia chegar com perigo em jogadas de bola parada.

Mais ofensivo no início da prorrogação, o Shakhtar chegou ao título da Copa da Uefa aos seis minutos do primeiro tempo. Srna avançou pela direita e cruzou para o brasileiro Jadson, que concluiu para as redes, definindo a decisão. No etapa final, o Werder Bremen pressionou o time ucraniano, mas não conseguiu o empate que levaria a decisão para a disputa de pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.