Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Sheik elogia Corinthians no 1º tempo, mas admite queda de produção na metade final

Time alvinegro perdeu por 1 a 0 para o Atlético-PR na Arena da Baixada, pela antepenúltima rodada do Brasileirão

João Prata, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2018 | 00h11

O atacante Emerson Sheik entrou no segundo tempo da partida no lugar do volante Ralf. O Corinthians já estava perdido em campo, perdendo por 1 a 0 para o Atlético-PR e sem poder de reação em duelo pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O veterano de 40 anos ainda teve uma chance para deixar tudo igual, mas tentou dominar dentro da área e foi desarmado.

Após a partida, Sheik lembrou que o time teve um bom início de partida, quando chegou a criar duas oportunidades de gol. Mas vacilou em uma jogada de bola aérea e viu o adversário sair na frente com Léo Pereira.

"Fizemos um primeiro tempo bem acima daquilo que vínhamos apresentando ao longo da competição, com algumas possibilidades de finalizar em gol. Acredito que foi melhor para nós", analisou Sheik ainda no gramado após a partida. 

No entanto, ele reconheceu a queda de produção na volta do intervalo. "Sofremos um gol e sentimos. O Atlético pressionou, é uma característica deles. Então foi um primeiro tempo proveitoso, no qual no terço final faltou a melhor escolha e finalizar mais", emendou. 

A derrota manteve o Corinthians em 12º lugar, com 43 pontos, a seis de distância da zona do rebaixamento. A chance de cair ainda existe, mas é pequena - de 1%, segundo o matemático Tristão Garcia. O time alvinegro volta a campo no domingo, quando vai encarar a Chapecoense, em Itaquera. Na rodada final, os comandados de Jair Ventura enfrentam o Grêmio, em Porto Alegre.

O tropeço diante do Atlético-PR também manteve o Corinthians sem vencer como visitante no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Foi também a 15ª derrota do time na competição, a 26ª na temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.