Carlos Gregório Jr./Vasco.com.br
Carlos Gregório Jr./Vasco.com.br

Sidão comemora chegada de Luxemburgo ao Vasco: 'Vai agregar muito'

Goleiro elogia o treinador, que ainda não estará no banco contra o Santos, neste sábado, pelo Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

10 de maio de 2019 | 18h40

O goleiro Sidão comemorou a contratação de Vanderlei Luxemburgo, confirmada na última quarta-feira, e disse estar ansioso para conhecer o treinador, que não comandará o Vasco no duelo do próximo domingo, contra o Santos, às 16 horas, no Pacaembu, e só começará a treinar o elenco a partir da segunda-feira.

"Boa notícia essa chegada do Luxemburgo. Acredito que ele irá agregar muito ao nosso grupo. Vai ser muito bem recebido por todos. Estamos contando com a experiência e o conhecimento que ele possui. É um cara que já viveu muita coisa dentro do futebol e que vai saber lidar com cada atleta dentro do campo. Tenho certeza de que irá ajudar o Vasco a fazer uma grande campanha no Brasileiro", disse o goleiro, animado.

Luxemburgo lançou uma cachaça nesta sexta-feira em São Paulo e, por isso, ainda não vai comandar o time cruzmaltino no duelo contra o Santos, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Sidão, que nunca trabalhou com o treinador, disse que está ansioso pelo começo do trabalho em virtude da grandeza do treinador.

"Rola uma ansiedade normal. Por tudo que envolve o nome do Luxemburgo, toda a repercussão que dá. A gente fica ansioso para que ele venha logo e possa começar o trabalho junto com a gente. Fora isso, temos que estar focados para fazer um bom jogo contra o Santos e conseguir um grande resultado", afirmou.

No domingo, o time vai ser dirigido novamente pelo interino Marcos Valadares e Sidão será novamente escalado. Ele foi contratado e logo assumiu a meta da equipe carioca, já que o titular Fernando Miguel está machucado.

"Estou procurando aproveitar essa chance da melhor maneira. Ainda estou conhecendo melhor cada um dos companheiros no dia a dia e espero fazer um grande campeonato até o Fernando Miguel voltar e ficar à disposição do treinador. Vestir a camisa desse grande clube é uma honra imensa para mim", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.