Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Sidnei Lobo promete Cruzeiro forte em 2019 e mira título da Copa Libertadores

Auxiliar técnico comandou o time mineiro nas últimas rodadas do Brasileirão substituindo Mano Menezes

Estadão Conteúdo

02 Dezembro 2018 | 19h54

Sidnei Lobo, auxiliar técnico de Mano Menezes, dirigiu o Cruzeiro em suas últimas partidas no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, após o empate sem gols diante do Bahia no estádio de Pituaçu, em Salvador, pela 38.ª e última rodada, ele deixou animado os torcedores do clube mineiro ao prometer um time forte em 2019 e com foco na Copa Libertadores.

"Temos que repetir o que fizemos de bom este ano. E também estar atento aos detalhes para conquistarmos outros títulos, no caso a Libertadores e o próprio Brasileiro. A demonstração este ano foi espetacular. No geral foi muito positivo. Já estamos discutindo o ano que vem. Temos feito reuniões, mas as coisas precisam ser por etapas, passo a passo. O Cruzeiro vai ser forte ano que vem", prometeu Sidnei Lobo em entrevista coletiva.

Mano Menezes já disse que, em um futuro breve, pretende se aposentar para aproveitar a família e que seu substituto natural será o auxiliar. Sidnei Lobo gostou da oportunidade nesta reta final de Brasileirão. "Adquiri uma bagagem, uma experiência. Para mim é muito gratificante. Uma experiência nova. Acredito que fui bem, dei conta do recado. Em janeiro, nosso treinador Mano Menezes estará de volta", completou. Mano está liberado para cuidar de problemas de saúde relacionadas à pele.

O goleiro Rafael também gostou da chance que ganhou e avaliou como positiva a temporada do Cruzeiro, campeão mineiro e da Copa do Brasil. "Acho que muito positiva, terminamos o ano ganhando dois títulos dos quatro que disputamos. Os outros fomos longe, foi por detalhes. Ano que vem iremos vir fortes e esperamos continuar mantendo o ritmo. Hoje (domingo), entraram muitos (jogadores) que não atuam o ano inteiro e mantivemos o nível. A turma está de parabéns, porque o ano que vem iremos precisar de todo mundo para aguentar o ritmo de 2019", disse após o jogo.

O Cruzeiro garantido na Libertadores por causa do título da Copa do Brasil, ficou na oitava posição com 53 pontos.

 

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.