André Rigue/estadão.com.br - 7/12/2009
André Rigue/estadão.com.br - 7/12/2009

Silas lembra que Grêmio é finalista e critica juiz

Apesar da eliminação no segundo turno do campeonato, equipe tricolor aguarda adversário na decisão do Gaúcho

AE, Agência Estado

09 de abril de 2010 | 10h33

O técnico Silas evitou lamentar a inesperada eliminação do Grêmio nas quartas de final do segundo turno do Campeonato Gaúcho, fato que foi amargado pelo time na noite da última quinta-feira, no Olímpico, onde o Pelotas venceu por 2 a 1, de virada, avançou às semifinais e ainda encerrou uma invencibilidade de 51 partidas da equipe gremista em seu estádio.

Veja também:

linkGrêmio perde invencibilidade e é eliminado pelo Pelotas

O treinador lembrou que, pelo fato de o Grêmio ter vencido o primeiro turno, já está na decisão da competição. Silas preferiu lamentar o fato de que perdeu o meia Douglas, expulso contra o Pelotas, no primeiro confronto na final.

"Hoje (quinta-feira) eu perdi dois jogos em um jogo só porque eu perdi o jogo e perdi o Douglas também. Isso é que me chateia muito mais, muito mais do que (a perda da) sequência de vitórias e invencibilidade. O que nós temos de entender que estamos na final e temos jogo da Copa do Brasil daqui a menos de uma semana (contra o Avaí). Então, esse negócio de que perdemos em boa hora não existe. Não tem boa hora pra perder, mas aconteceu e não posso tirar o mérito do Pelotas", afirmou Silas, em entrevista coletiva após o duelo de quinta-feira.

Em seguida, o técnico creditou parte da responsabilidade pela eliminação gremista à atuação do árbitro Fabrício Neves Côrrea. "Não posso reclamar de falta de vontade e de falta de disposição (dos jogadores), mas eu tenho que dividir a culpa desse resultado com o árbitro, que infelizmente teve uma atuação muito complicada. Não é botar a culpa nele, a gente teve erros, não jogamos como esperávamos. Tivemos chance de matar o jogo e não o fizemos, mas num jogo como esse tivemos pênaltis a favor que não foram cobrados (marcados)", reforçou.

Já ao comentar sobre a expulsão de Douglas, que foi punido por chutar a bola contra o bandeirinha após reclamar de uma marcação de tiro de meta, Silas evitou criticar o jogador e disse que a arbitragem desestabilizou o atleta.

"O Douglas é um jogador calmo, não é explosivo nem nada, mas talvez a irritação com o árbitro tenha provocado essa atitude dele", ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioCampeonato GaúchoSilas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.