Silas tem pena reduzida para 60 dias

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) reduziu para 60 dias a suspensão do meia Silas, do Rio Branco, em julgamento na noite desta segunda-feira no Rio de Janeiro. O jogador foi acusado de agredir - no ano passado, quando jogava pelo Atlético Paranaense, o árbitro Wilson de Souza Mendonça no empate com o Goiás, pela Copa João Havelange.Silas havia sido suspenso por 180 dias em dezembro. Como já cumpriu 41 dias, terá mais 19 dias a cumprir. Assim, o jogador está fora do time do Rio Branco, líder do Campeonato Paulista, nas partidas contra União São João e Guarani. A punição acabará no dia 24 de março. O jogador tentou de todas as maneiras evitar que a pena fosse mantida e o resultado acabou satisfazendo a sua expectativa."Mas ainda não decidimos o que fazer", disse o jogador na saída do prédio da CBF. Ele se refere à possibilidade de efeito suspensivo que pode entrar no mesmo STJD para anular a nova pena. O problema é que o jogador correria o risco de ficar fora da fase decisiva do Campeonato Paulista, caso o Rio Branco se classifique.Durante o julgamento, além das explicações do advogado do jogador, Paulo Rubens, depôs a favor de Silas o lateral Reginaldo, ex-companheiro do jogador no Atlético e que atualmente defende o São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.