Silas valoriza vantagem do Grêmio, mas segue cauteloso

O Grêmio deu um grande passo neste domingo para ficar mais perto do título do Campeonato Gaúcho, ao vencer o Internacional por 2 a 0, em pleno Beira-Rio. O técnico gremista sabe da boa vantagem que abriu na casa do adversário, mas fez de tudo para evitar a euforia pela vitória, mantendo a cautela para a partida de volta, no próximo domingo, no Olímpico.

AE, Agência Estado

25 de abril de 2010 | 20h18

"A vantagem é boa, mas não é definitiva", afirmou Silas. "O Inter tem um time para jogar de igual para igual. Por isso que falei que não tem nada ganho. Nossa vantagem é que, no Olímpico, o Inter vai jogar com 10% da torcida e o Grêmio com 90%", lembrou o treinador, que vinha sendo contestado pela derrota no primeiro Gre-Nal do ano, também pelo Gaúcho.

Apesar de não ter marcado gol, um dos jogadores mais elogiados pelo técnico foi o meia-atacante Hugo. "Para jogar no Grêmio todo mundo tem de ser protagonista. Cada um faz a sua parte, não pode ser mais um. O Hugo entendeu isso e foi muito bem. Fez um grande jogo. Assim como o Inter, o Grêmio também tem um grande elenco", disse Silas.

No Olímpico, o Grêmio pode perder até por um gol de diferença para ficar com o título. Já o Inter precisa vencer por 2 a 0 para levar a decisão aos pênaltis ou por uma diferença maior que dois gols para desbancar o arquirrival. Antes do segundo jogo da decisão do Gaúcho, o Grêmio já volta a campo na quinta-feira, quando encara o Fluminense, no Maracanã, pela Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato GaúchoGrêmioSilas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.