Silva lamenta grupo pequeno do Guarani

Na véspera da estréia do Guarani na Copa do Brasil, o técnico Carlos Alberto Silva voltou a reclamar das poucas opções que dispõe no elenco. Além da dificuldade para lutar pelas primeiras posições do Campeonato Paulista, o treinador prevê mais problemas agora, quando começa a competição nacional e irá aumentar o número de jogos."Nosso grupo é pequeno e, em algumas posições, fica complicado substituir um titular, mesmo com as improvisações", lamentou o técnico. O Guarani estréia na Copa do Brasil contra o Caxias-RS, quinta-feira, no Rio Grande do Sul. Será a chance do time se reabilitar da derrota em casa para o São Caetano, por 2 a 0, domingo, pelo Paulistão. O técnico do Guarani reconheceu a superioridade do São Caetano, mas fez questão de elogiar o empenho e a garra de seus jogadores. "Podemos perder, mas sempre de pé", ressaltou.A diretoria do Guarani já confirmou que não vai contratar mais nenhum jogador, mesmo porque estão encerradas as inscrições para o Paulistão. Por causa disso, o objetivo do time é eliminar os adversários na Copa do Brasil logo no primeiro confronto. Segundo o regulamento da competição, uma vitória fora de casa por dois gols de diferença garante a vaga na outra fase. Caso isso não aconteça, o segundo jogo está marcado para o meio da próxima semana, no Brinco de Ouro. No Estadual, a equipe de Campinas volta a jogar domingo, contra o Rio Branco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.