Silvio Berlusconi vai renunciar à presidência do Milan

Motivo é o fato de não conseguir conciliar o comando do clube com o cargo de primeiro-ministro

REUTERS

23 de abril de 2008 | 10h08

Silvio Berlusconi disse na quarta-feira que vai deixar a presidência do Milan quando iniciar seu terceiro mandato como primeiro-ministro italiano. "Terei de desistir da presidência do Milan e isto me dói. Meu novo papel é incompatível", disse Berlusconi, que deve tomar posse no mês que vem, depois de vencer as eleições na semana passada, disse uma estação de rádio italiana. Veja também: Belusconi diz que o Barcelona pede demais por RonaldinhoA decisão não deve abalar o time, sete vezes campeão europeu, já que o vice-presidente Adriano Galliani está no comando diário do clube. Durante o último mandato, entre 2001 e 2006, Berlusconi também renunciou à presidência do Milan, embora continue sendo seu dono. Berlusconi também negou os rumores de que pode tentar impedir que George Soros controle o AS Roma, já que o time confirmou o encontro na semana passada com um representante de um grupo ligado ao bilionário norte-americano.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTBERLUSCONIRENUNCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.