Simeone admite erro ao escalar Diego Costa na final da Liga dos Campeões

Atacante sentiu lesão na coxa e ficou em campo por apenas oito minutos

Agência Estado

24 de maio de 2014 | 20h30

LISBOA - O técnico Diego Simeone admitiu que escalar o Diego Costa na final da Liga dos Campeões, neste sábado, foi um erro. O treinador do Atlético de Madrid, derrotado pelo rival Real, assumiu a responsabilidade pela decisão, que acabou prejudicando sua equipe.

Em recuperação, Costa era dúvida até instantes horas do jogo. Mas Simeone resolveu arriscar e escalou o brasileiro naturalizado espanhol, que aguentou apenas oito minutos em campo. Foi substituído por Adrian López, em uma troca que fez falta para o time na prorrogação.

"A responsabilidade de escalar Costa foi minha. Me equivoquei, obviamente. Assumimos a responsabilidade. Ao final, a decisão não foi boa. Mas pelo menos não vamos nos arrepender de não ter arriscado", declarou o técnico argentino.

Simeone justificou a escalação com o bom rendimento do atacante no último treino da equipe antes da grande decisão. Diego Costa chegou a recorrer a um tratamento polêmica, com placenta de cavalo, para estar em condições para o jogo deste sábado. "Estávamos seguros de que ele estava bem. A decisão, evidentemente, não foi a melhor", reiterou Simeone.

Apesar da derrota para o Real, na prorrogação, o treinador do Atlético evitou lamentar o resultado. "O que sinto é amargura, não tristeza. Quando damos tudo, não há motivo para ficar triste. A partida de hoje não merece uma lágrima", disse o argentino, após ficar perto do título.

O Atlético saiu na frente neste sábado, ao marcar aos 35 minutos de jogo. Em vantagem, o time estava muito perto do título quando Sérgio Ramos empatou o confronto aos 48 minutos do segundo tempo. O gol levou a final para o tempo extra, no qual o time atleticano mostrou abatimento, enquanto o Real exibiu superioridade. O rival acabou ficando com o título após fazer 3 a 0 na prorrogação, garantindo o 10º título na Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.