Rodrigo Jiménez/EFE
Rodrigo Jiménez/EFE

Simeone defende Diego Costa no Atlético de Madrid: 'Confio até a morte nele'

Técnico comentou sobre a possibilidade do atacante ir jogar no futebol chinês

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2019 | 16h54

Diego Simeone, técnico do Atlético de Madrid, expressou nesta segunda-feira, em entrevista coletiva, seu desejo pela permanência do atacante Diego Costa, que sofre críticas pelo excesso de lesões. O treinador argentino comentou sobre o futuro do brasileiro naturalizado espanhol após rumores de que o jogador poderia atuar no futebol chinês.

"Eu gostaria muito que Diego Costa ficasse. Conquistamos coisas importantes com ele. Ganhamos a Liga Europa, a Supercopa Europeia e estamos em segundo lugar na Liga (Espanhola). Com sua presença, ao lado de todos os seus companheiros, nós tivemos sucesso. Eu confio até a morte nele", ressaltou o comandante.

Diego Costa sentiu uma lesão muscular no jogo de sábado contra o Alavés, pelo Espanhol, e precisou ser substituído no intervalo. Um exame de ressonância magnética descartou a possibilidade de o atleta ter rompido um músculo, mas ele voltará a desfalcar a equipe em uma partida. "Para esta terça-feira ele está fora", disse Simeone.

Desta forma, o técnico estará impedido de escalar o ataque com o trio ofensivo formado por Antoine Griezmann, Diego Costa e Álvaro Morata, utilizado nas duas últimas rodadas, nesta terça-feira, diante do Girona, em Madri, pela 30ª rodada do Campeonato Espanhol. "Esta formação me agradou", afirmou o treinador nesta segunda.

O Atlético nunca derrotou o Girona. Nos cinco confrontos disputados, foram cinco empates. O último deles, um 3 a 3 no Estádio Wanda Metropolitano, em Madri, ocasionou a eliminação da equipe madrilenha nas oitavas de final da Copa do Rei.

"É um jogo difícil, como todos os outros com os quais tivemos com eles, que usaram na última partida uma linha de marcação com cinco jogadores que tanto nos impediu de jogar", disse o técnico argentino. "É um jogo importante para nós pelo momento que passamos no campeonato. Não temos escolha, precisamos vencer", destacou Simeone.

Atual vice-líder do Espanhol, o Atlético é o atual vice-líder da tabela, com 59 pontos, dez atrás do Barcelona, que em outra partida desta terça-feira encara o Villarreal, fora de casa.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.