Simeone é suspenso por 8 partidas após ser expulso

Treinador argentino exagera na reclamação na final da Supercopa da Espanha e apanha gancho pesado; Assistente é o substituto

Estadão Conteúdo

25 de agosto de 2014 | 13h01

A Real Federação Espanhola de Futebol informou nesta segunda-feira que o técnico do Atlético de Madrid, o argentino Diego Simeone, foi suspenso por oito partidas após ser expulso na partida de volta da Supercopa da Espanha, em que o seu time derrotou o Real Madrid por 1 a 0, no Vicente Calderón.

A decisão foi anunciada apenas três dias após o triunfo do vencedor do último Campeonato Espanhol sobre o campeão da Copa do Rei e ficar com o título da competição, que abre a temporada 2013/2014 do futebol espanhol, pois o jogo de ida terminou empatado por 1 a 1 no Santiago Bernabéu.

Simeone foi expulso aos 25 minutos do primeiro tempo após reclamar veementemente da arbitragem por não autorizar rapidamente a volta de Juanfran Torres a campo depois do jogador receber atendimento médico por um corte no lábio que deixou marcas de sangue na camisa do defensor.

A federação explicou que Simeone recebeu quatro jogos de suspensão por ter dado um tapa na cabeça do árbitro assistente, dois por protestar, um por aplaudir a sua expulsão e mais um por ficar na arquibancada e não deixar o estádio depois de ser expulso.

O treinador também foi multado em 4.805 euros (R$ 14.454), enquanto o time terá que pagar 2,8 mil euros (R$ 8,4 mil). Sem Simeone, o Atlético de Madrid será comandando pelo seu assistente, o também argentino Germán Burgos, nas partidas em que o treinador estiver cumprindo o gancho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.