Simeone exalta Leicester City e prevê dificuldades para o Atlético de Madrid

Equipes se enfrentam nesta quarta-feira, no Vicente Calderón

Estadao Conteudo

11 de abril de 2017 | 17h38

O técnico do Atlético de Madrid, o argentino Diego Simeone, prevê um jogo bastante parelho contra o Leicester City, nesta quarta-feira, no estádio Vicente Calderón, em Madri, no primeiro encontro entre duas as equipes pelas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. "Eu não imagino este jogo sendo uma grande vitória para qualquer equipe. Dadas as qualidades dos dois lados, acho que será difícil e tenho certeza que será resolvido fora de casa", disse.

O lateral-esquerdo brasileiro Filipe Luis elogiou o adversário e citou semelhanças do estilo de jogo do time inglês com o Atlético de Madrid. "Eles nos lembram o melhor 'Atleti'... Eles têm jogadores muito bons. É uma equipe sólida que defende muito bem", completou o camisa 6 do clube espanhol.

A comparação com o clube que disputou duas finais da Liga dos Campeões nas últimas temporadas agradou o atual treinador do Leicester City, Graig Shakespeare. "É um grande elogio ser comparado ao Atlético", comemorou o inglês.

O Leicester City mostrou muitas qualidades do Atlético de Madrid quando atordoou o mundo do futebol ao vencer o Campeonato Inglês na última temporada, tendo o italiano Claudio Ranieri no comando técnico da equipe. "Quando construí o Leicester, o Atlético de Madrid foi uma das equipes que assisti. E eu tento comparar o Leicester com o Atlético de Madrid", disse o ex-treinador da equipe em entrevista a um canal britânico de esportes.

Simeone considera natural que o sucesso da sua equipe tenha inspirado outros clubes. "O futebol é maravilhoso porque ninguém tem sempre razão. Existem diferentes estilos, diferentes maneiras de jogar", afirmou o argentino.

O treinador do Atlético de Madri reforçou o trabalho feito para definir um padrão para a equipe. "Nós estivemos em competições recentes e que nos permitiu estabelecer um estilo. E talvez outras equipes tenham olhado para nós por causa disso", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.