Sindicato dos Atletas de São Paulo
Sindicato dos Atletas de São Paulo

Sindicato de Atletas de São Paulo mantém time de desempregados

Projeto Expressão visa manter os jogadores preparados do ponto de físico e técnico para uma nova vaga

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2017 | 07h00

Para ajudar os atletas sem emprego, o Sindicato dos Atletas criou o projeto Expressão. Trata-se de uma equipe de futebol com programação regular de treinos e jogos que prepara os jogadores técnica, física e emocionalmente para uma oportunidade de emprego. "

Quando a chance surgir, o jogador está pronto do ponto de vista físico, técnico e emocional", diz Rinaldo Martorelli, presidente do sindicato e idealizador do projeto. Cada amistoso é uma espécie de vitrine para os desempregados. Em outubro, o projeto está passando por um processo de reformulação. Os treinamentos serão feitos em Guarulhos, na grande São Paulo, e o time poderá receber clubes visitantes. São oferecidas entre 30 e 40 vagas.

Números do sindicato dão uma ideia do problema no mercado paulista. Atualmente, existem seis mil atletas associados à entidade. Mas são apenas 89 clubes no estado, considerando todas as divisões. Isso representa, a grosso modo, pouco mais de 2,5 mil vagas de trabalho. A conta não fecha.

No final do ano passado, um torneio nacional chamado o I Torneio de Jogadores Livres da Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol). A competição reunirá projetos de treinamento diário para atletas desempregados dos sindicatos de seis estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Ceará). O Expressão Paulista foi o campeão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.