Clive Mason / Reuters
Clive Mason / Reuters

'Sir' Lewis Hamilton: piloto recebe título de cavaleiro do Império Britânico

Heptacampeão mundial de Fórmula 1 entra na lista 'internacional' da honraria por morar em Mônaco atualmente

Reuters, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2020 | 22h53

O sete vezes campeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton recebeu o título de cavaleiro, segundo a lista dessa honraria para o ano-novo do Reino Unido, publicada nesta quarta-feira.

Este ano, o britânico de 35 anos se tornou o piloto de maior sucesso na F1 ao igualar o recorde de sete títulos de Michael Schumacher e ultrapassar as 91 vitórias do alemão. Único piloto negro do esporte, Hamilton também tem usado sua imagem para fazer campanha pela diversidade e falar contra a injustiça racial.

Segundo o jornal The Guardian, a possibilidade de dar um título nobre a Hamilton era contestada, uma vez que ele vive atualmente em Mônaco. No entanto, o primeiro-ministro Boris Johnson influenciou pessoalmente no debate para garantir a honraria ao piloto britânico da Mercedes.

A presença do morador de Mônaco na lista internacional, ao invés da principal com muitos premiados por serviços de saúde pública em uma pandemia, foi vista como um reflexo de sua situação fiscal.

Os apoiadores de Hamilton há muito sentem que suas conquistas não foram suficientemente reconhecidas em seu país e expressaram satisfação com o piloto da Mercedes se juntando a um seleto grupo de “sirs” do esporte.

“Lewis é um verdadeiro gigante do nosso esporte e sua influência é enorme, tanto dentro quanto fora de um carro”, disse o recém-nomeado executivo-chefe da Fórmula 1, Stefano Domenicali, ex-diretor da Ferrari.

“O que ele conquistou é fenomenal e ainda há mais por vir.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.