John Sibley/Reuters
John Sibley/Reuters

Situação de Hart no City preocupa, mas técnico diz que irá chamá-lo para seleção

Seleção de Sam Allardyce enfrentará a Eslováquia em 4 de setembro

Estadão Conteúdo

22 Agosto 2016 | 17h53

O técnico da seleção inglesa, Sam Allardyce, admitiu nesta segunda-feira que está preocupado com a situação do goleiro Joe Hart no Manchester City, mas vai convocá-lo para a partida contra a Eslováquia, em 4 de setembro, pelas Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2018.

Hart foi titular da Inglaterra na Eurocopa, mas no Manchester City passou para a reserva desde a chegada do treinador Pep Guardiola. Em seu lugar, o espanhol optou por colocar o veterano argentino Willy Caballero.

No último sábado, por sua vez, o próprio secretário técnico do Barcelona, Robert Fernández, admitiu que o clube tem "um princípio de acordo com o Manchester City" para negociar o goleiro com o clube inglês. E, ao ficar fora do treino do último domingo na equipe espanhola, Bravo deu novo indicativo que está de saída do time catalão.

"É uma grande preocupação", comentou Alladyce. Por conta disso, Hart tem estudado propostas de outros clubes e pode trocar o City pelo Everton ou pelo Sevilla. "Mas não há dúvida nenhuma. Ele estará na convocação. No entanto, ainda tenho que conversar com ele e com os outros jogadores. Quero saber como estão mentalmente e tomar a decisão correta", emendou.

Hart, de 29 anos, tem 347 partidas disputadas pelo City. Mas o goleiro demorou para se firmar como titular da equipe. Chegou ao clube em 2006 após ser contratado do

Shrewsbury Town, clube que o revelou. Em 2007, foi emprestado ao Tranmere Rovers e ao Blackpool. Dois anos depois, passou uma temporada no Birmingham, entre 2009 e 2010. Quando voltou, se firmou entre os titulares até a chegada de Guardiola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.