Situação de Piá mais complicada

O jogador de futebol Piá não deve ter facilidade para sair da Cadeia Pública de Limeira. A sua situação está cada vez mais complicada, porque ele enfrenta dois processos diferentes: um na área cível e outro na criminal. O juiz Marcelo Ielo, da 4.ª Vara Cível de Limeira, confirmou a condenação de 60 dias de prisão por falta de pagamento de pensão alimentícia.Piá foi preso no último domingo, momentos antes do jogo que seu time, o Santa Cruz, faria contra o União Barbarense, em Santa Bárbara d?Oeste, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Na segunda-feira ele pagou R$ 7.500,00, valor correspondente apenas a três meses e parte de um total de R$ 43.500,00. Segundo o juiz, o ex-meia do Santos, Ponte Preta e Corinthians só será liberado com a quitação total do débito. O juiz ainda quer estipular uma multa, que pode fazer com que esse valor suba para R$ 60 mil.Quanto ao processo sobre porte ilegal de arma, o juiz da 2.ª Vara Criminal, Luiz Augusto Barrichello, deve marcar uma audiência nos próximos dias, onde Piá terá que explicar porque não pagou as cestas básicas, que estavam previstas em sua pena de um ano de prisão em regime aberto. O advogado de defesa, Sérgio Baptistetla, espera reverter a pena permitindo que o jogador a cumpra em liberdade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.