Só a vitória interessa ao Coritiba

O Coritiba tem uma partida decisiva às 19 horas desta tercá-feira contra o Olimpia, no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai. Somente a vitória mantém as possibilidades de a equipe continuar sonhando com uma classificação para a próxima fase da Libertadores da América. Com 4 pontos, o Coritiba está empatado com o Olimpia, que também precisa da vitória para manter as chances. A liderança do grupo 9 é do Sporting Cristal, que tem 10 pontos, seguido do Rosário Central, com 7. Os jogadores coritibanos não perdem a esperança de voltar para casa com os três pontos, aguardando a última rodada, quando jogam contra o Sporting, em Curitiba. "Temos uma pauleira pela frente, mas é totalmente possível derrotá-los", afirma o zagueiro Reginaldo Nascimento. Acostumado a decisões, o atacante Aristizábal sabe que o time enfrentará uma grande pressão. "Mas a gente tem que se acostumar com isso", diz. Sem o atacante Tuta, que não foi inscrito para a primeira fase da Libertadores, e com Luiz Mário recém-recuperado de contusão e preservado para os minutos finais, André Nunes, que vinha treinando para entrar na forma física ideal, tem uma chance. "Trabalhei por essa oportunidade e não vou desperdiçá-la", promete. O objetivo é fazer com que ele se entrose com os companheiros, principalmente no segundo tempo, quando o técnico Antônio Lopes deve experimentar o time com três atacantes. Provavelmente André será o substituto de Tuta, que cumpre suspensão, na primeira partida contra o Atlético Paranaense, pelas finais do Campeonato Paranaense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.