Só a vitória interessa ao Paraná

Apesar de serem competições diferentes, o Paraná Clube espera que a vitória conseguida quarta-feira, contra o Santos, por 2 a 1, pela Copa Sul-Americana, seja um estímulo a mais para tentar um resultado positivo diante do Juventude, amanhã, às 16 horas, no Estádio Pinheirão, em Curitiba. A expectativa é que também os torcedores voltem a incentivar o time, que ocupa a última colocação do campeonato, com 23 pontos. Para isso a diretoria já começa a fazer promoções, cobrando valores menores para quem comparecer vestindo camisa do time para ocupar o setor pais e filhos do estádio. "Nós jogadores estamos querendo tirar o Paraná desta situação e seria bom ter a torcida ao nosso lado", apela o lateral Etto. O Paraná venceu as duas últimas partidas disputadas em Curitiba, apesar dos poucos torcedores que compareceram. Sem poder contar com o zagueiro Gelson Baresi, o volante Axel e o meia Canindé, o técnico Gilson Kleina mantém o mesmo time do jogo contra o Santos. Mesmo porque ficou satisfeito com a resposta dada pela nova dupla de atacantes: Maranhão e Galvão. Além disso, os volantes Everton e Messias, que estrearam, deram mais segurança para o setor defensivo. "Eles entraram no espírito da equipe", elogiou o técnico.

Agencia Estado,

27 Agosto 2004 | 17h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.