Wilton Junior
Wilton Junior

Sob alegação de ameaça de morte, Da Lupa evita se defender no Canindé

Manuel da Lupa vai responder por e-mail aos questionamentos da comissão de ética da Portuguesa sobre o caso Héverton

GONÇALO JUNIOR, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2014 | 16h45

Sob a alegação de ter recebido ameaças de morte, o ex-presidente da Portuguesa, Manuel da Lupa, não vai atender às convocações da Comissão de Ética do Conselho Deliberativo do clube. Último a ser ouvido nas investigações sobre as responsabilidades da diretoria na escalação irregular do meia Héverton na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2013, na partida contra o Grêmio, Da Lupa propôs colaborar por e-mail, e foi atendido. O episódio resultou no rebaixamento da equipe para a Série B. Neste ano, o clube caiu para a Série C.

Da Lupa registrou um boletim de ocorrências para confirmar as ameaças, de acordo com a sua advogada, Valéria Menezes. Como tem receio de se apresentar pessoalmente ao Canindé para colaborador com as investigações, Da Lupa terá cinco dias para enviar os esclarecimentos por mensagens eletrônicas. 

Desde que a Comissão iniciou as investigações, o ex-presidente já faltou a duas reuniões, alegando problemas de saúde. Além disso, ele conseguiu uma liminar que impede o clube de divulgar uma decisão antes de ele ser ouvido. O órgão havia sugerido três datas para que ele comparecesse – 11, 15 ou 18 de dezembro – e apresentasse sua versão dos fatos. Em caso de nova ausência, o processo seria encerrado à revelia. Uma das punições previstas é a expulsão do quadro de sócios. Diretores do clube afirmam que ele também pode ser responsabilizado cível e criminalmente em um processo que deve chegar a R$ 30 milhões. 

Além de ser alvo da investigação do clube, Manuel da Lupa também foi apontado pelo inquérito do Ministério Público como uma das pessoas que sabiam da situação irregular do jogador Héverton. De acordo com o órgão, a escalação de Héverton, portanto, teria sido premeditada com uma motivação financeira, de acordo com as investigações. 

Tudo o que sabemos sobre:
BrasileirãoFutebolPortuguesaLupa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.